NIETZSCHE, A MEMÓRIA E A HISTÓRIA; REFLEXÕES SOBRE A SEGUNDA CONSIDERAÇÃO EXTEMPORÂNEA

Autores

  • Anna Hartmann Cavalcanti Programa de Pós-graduação em Memória Social - UNIRIO

DOI:

https://doi.org/10.5216/phi.v17i2.18860

Palavras-chave:

memória, história, histórico, supra-histórico

Resumo

Desde 1869 e ao longo de todo o período em que escreve o ensaio “Da utilidade e desvantagem da história para a vida”, publicado em 1874, Nietzsche é professor de filologia clássica na Universidade da Basiléia. Nesse período, reflete criticamente sobre as questões teóricas e metodológicas de sua disciplina, enfatizando que se o estudo da Antiguidade deve se ater à análise e crítica das fontes, ele perde, com isso, o contato com seu próprio tempo, tornando-se um saber desvinculado das questões fundamentais de sua época. Nietzsche propõe estabelecer com o passado uma relação diferente daquela do cientista moderno: enquanto este vê a história do ponto de vista do puro conhecimento, o professor da Universidade da Basiléia procura no passado um modelo capaz de suscitar reflexão no presente, estabelecendo um confronto entre culturas distintas, com diferentes estruturas de valores, a fim de criar um distanciamento em relação às formas de pensamento cristalizadas na modernidade. Neste artigo pretendo mostrar como Nietzsche, a partir das noções de a-histórico e supra-histórico, procura investigar a questão do valor da história, contrapondo à concepção do passado como puro conhecimento, uma concepção vinculada à vida e à ação que seja capaz de gerar o futuro.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Anna Hartmann Cavalcanti, Programa de Pós-graduação em Memória Social - UNIRIO

Possui graduação em História pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1986), mestrado em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1991), doutorado em Filosofia pela Universidade Estadual de Campinas (2003), doutorado-sanduíche pela Universität Leipzig (2000) e pós-doutorado em Filosofia pela UFRJ (2006). Tem experiência na área de Filosofia, com ênfase em Estética, atuando principalmente nos seguintes temas: arte e memória, linguagem, estética em Nietzsche.

Downloads

Publicado

27-02-2013

Como Citar

CAVALCANTI, A. H. NIETZSCHE, A MEMÓRIA E A HISTÓRIA; REFLEXÕES SOBRE A SEGUNDA CONSIDERAÇÃO EXTEMPORÂNEA. Philósophos - Revista de Filosofia, Goiânia, v. 17, n. 2, p. 77–105, 2013. DOI: 10.5216/phi.v17i2.18860. Disponível em: https://revistas.ufg.br/philosophos/article/view/18860. Acesso em: 23 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos Originais