PESO DE SEMENTES E EMERGÊNCIA DE PLÂNTULAS DE GUARIROBA (Syagrus oleracea Becc)

Autores

  • Adriano Stephan Nascente Agenciarural
  • Nei Peixoto Agenciarural
  • Carlos Wellington Fernandes dos Santos Codevasf

Palavras-chave:

Palmeira, palmito amargo, cerrado, palmae

Resumo

Syagrus oleracea, palmeira nativa da região de cerrado brasileiro, produz um palmito amargo, muito apreciado pelos brasileiros. No Estado de Goiás, existem 4.500 ha com esta cultura. O principal objetivo deste trabalho foi instalar e avaliar "in vivo" um banco de germoplasma de S. oleracea na Estação Experimental de Anápolis. Foram coletados 20 frutos de uma única planta em cada um dos 120 municípios do Estado de Goiás. Os frutos coletados foram pesados e preparados para germinar. A cada 15 dias o número de sementes germinadas era observado. O peso médio das sementes foi de 33,81 +/- 3,2 g e uma tonelada de sementes continha 34.150 unidades. O período de germinação iniciou-se de 46 a 60 dias após a semeadura e, 120 após o plantio, 79,2% das progênies começaram a germinar; 12,5% delas não germinaram até 165 dias após a semeadura.

PALAVRAS-CHAVE: Palmeira; palmito amargo; cerrado; palmae.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

12-12-2007

Como Citar

NASCENTE, A. S.; PEIXOTO, N.; SANTOS, C. W. F. dos. PESO DE SEMENTES E EMERGÊNCIA DE PLÂNTULAS DE GUARIROBA (Syagrus oleracea Becc). Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, v. 30, n. 2, p. 77–79, 2007. Disponível em: https://revistas.ufg.br/pat/article/view/2801. Acesso em: 28 nov. 2022.

Edição

Seção

Nota Científica