EFEITO DA ASSOCIAÇÃO MILHO-SOJA NA PRODUÇÃO E COMPOSIÇÃO QUÍMICA DA SILAGEM

Autores

  • Suzete Silveira Fichtner EMGOPA
  • Álvaro Eleutério EMBRAPA-CNPMS
  • Pedro Manuel Monteiro EMGOPA

Resumo

Este experimento foi instalado na Estação Experimental de Goiânia e utilizou-se três cultivares de milho (EMGOPA 501, AG 162 e CMS 19) e de soja (DOKO, IAC 8 e GO 79/ 1083 N) em quatro proporções (6:0; 4:20; 4:40 e 4:60, respectivamente plantas de milho:soja por metro quadrado). Os resultados encontrados mostram que: a) a cultivar de milho mais produtiva (kg ha-¹ de matéria seca) foi a EMGOPA 50; b) o maior rendimento de matéria seca foi obtido com a cultivar DOKO. A consorciação soja-milho proporcionou aumento da produção de matéria seca e proteína bruta por hectare; d) não se observou diferença nos teores de pH e digestibilidade “in vitro” da matéria seca entre tratamentos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

30-11-2007

Como Citar

FICHTNER, S. S.; ELEUTÉRIO, Álvaro; MONTEIRO, P. M. EFEITO DA ASSOCIAÇÃO MILHO-SOJA NA PRODUÇÃO E COMPOSIÇÃO QUÍMICA DA SILAGEM. Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, v. 19, n. 1, p. 87–96, 2007. Disponível em: https://revistas.ufg.br/pat/article/view/2571. Acesso em: 26 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigo Científico