CONSIDERAÇÕES FINAIS SOBRE A EVAPOTRANSPIRAÇÃO POTENCIAL MEDIDA E CALCULADA NO MUNICÍPIO DE GOIÂNIA E CIRCUNVIZINHOS

Autores

  • Olivar José da Silva M. Lobato UFG
  • Engler José Vidigal Lobato UFG

Resumo

Neste trabalho comparou-se a evapotranspiração potencial calculada pelos métodos de THORNTHWAITE, CAMARGO, HOLDRIDGE, BLANEY-CRIDDLE, GRASSI-CHRISTIASEN E GARCIA-LOPEZ com dados obtidos em evapotranspirômetro de THORNTHWAITE modificado, modelo EAV-UFG, em Goiânia (Goiás - Brasil) para o município e regiões circunvizinhas. Todos os métodos estudados apresentaram correlação significantes quando comparados com os medidos. Os coeficientes de correlação foram: THORNTHWAITE, r = 0,96, CAMARGO, r = 0,94, HOLDRIDGE, r = 0,94, BLANEY-CRIDDLE, r = 0,91, GRASSI-CHRISTIANSEN, r = 0,70, GARCIA-LOPEZ, r = 0,62.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

12-11-2007

Como Citar

LOBATO, O. J. da S. M.; LOBATO, E. J. V. CONSIDERAÇÕES FINAIS SOBRE A EVAPOTRANSPIRAÇÃO POTENCIAL MEDIDA E CALCULADA NO MUNICÍPIO DE GOIÂNIA E CIRCUNVIZINHOS. Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, v. 9, n. 1, p. 50–73, 2007. Disponível em: https://revistas.ufg.br/pat/article/view/2364. Acesso em: 2 fev. 2023.

Edição

Seção

Artigo Científico