CONCENTRAÇÃO DE BENZILAMINOPURINA E AVALIAÇÃO DE PROTOCOLO PARA MULTIPLICAÇÃO IN VITRO DE GENÓTIPOS DE BANANEIRA

Autores

  • Juliana Domingues Lima
  • Wilson da Silva Moraes

Palavras-chave:

Musa spp., micropropagação, cultura de tecidos, benzilaminopurina

Resumo

Este trabalho teve por objetivo avaliar um protocolo para multiplicação in vitro para quatro genótipos de bananeira (Musa spp.) em escala comercial. Testes preliminares indicaram a utilização das concentrações ótimas de 5,0 mg L-1; 5,0 mg L-1; 4,5 mg L-1 e 4,0 mg L-1 de benzilaminopurina no meio de cultura MS, para a multiplicação dos genótipos Caipira, Thap maeo, PV03- 44 e FHIA-01, respectivamente. Em seguida, avaliou-se a taxa de multiplicação, o tamanho de brotos produzidos por explante, a taxa de contaminação por fungos e bactérias, a taxa de oxidação e a ocorrência de anormalidades durante as fases da multiplicação. A taxa de multiplicação e o tamanho de brotos por explante variou entre genótipos nos cinco subcultivos realizados. A taxa de contaminação mais elevada foi de origem bacteriana e mais freqüente na fase de estabelecimento in vitro, com tendência de redução à medida que foram realizados os subcultivos. A maioria dos genótipos não apresentou problemas de contaminação por microorganismos, exceto a cultivar Caipira que apresentou elevada taxa de contaminação por bactérias na fase de estabelecimento in vitro, o que representa uma limitação do protocolo para a multiplicação comercial desse genótipo.

PALAVRAS-CHAVE: Musa spp.; micropropagação; cultura de tecidos; benzilaminopurina.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Juliana Domingues Lima

Universidade Estadual Paulista (Unesp), Unidade Diferenciada de Registro. E-mail: judlima@registro.unesp.br.

Downloads

Publicado

27-10-2007

Como Citar

LIMA, J. D.; MORAES, W. da S. CONCENTRAÇÃO DE BENZILAMINOPURINA E AVALIAÇÃO DE PROTOCOLO PARA MULTIPLICAÇÃO IN VITRO DE GENÓTIPOS DE BANANEIRA. Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, v. 36, n. 1, p. 13–19, 2007. Disponível em: https://revistas.ufg.br/pat/article/view/2164. Acesso em: 15 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigo Científico