Armados até os dentes

Educação e saúde bucal nas forças armadas brasileiras no III Congresso Odontológico Latino-Americano (1929)

Autores

  • Iranilson Buriti Universidade Federal de Campina Grande - UFCG

DOI:

https://doi.org/10.5216/hr.v28i1.75267

Palavras-chave:

Forças Armadas, serviços odontológicos, congressos odontológicos

Resumo

Este artigo analisa um conjunto de teses apresentadas por cirurgiões dentistas durante o III Congresso Odontológico Latino-americano realizado no Rio de Janeiro, em 1929, que discutiam as precárias condições de saúde oral das Forças Armadas brasileiras, particularmente o Exército e a Marinha, e as tentativas de implantação do serviço de saúde bucal. No artigo, analisamos a regulamentação do serviço odontológico nas Forças Armadas, no início do século XX e as reivindicações feitas por essas corporações ao governo brasileiro para que o serviço médico-odontológico fosse implantado em todo o território nacional. Como fontes de pesquisa, além dos Anais do III Congresso Odontológico Latino-americano, pesquisamos nos relatórios do Ministério da Marinha (1903-1922), na Revista Médica Militar (1913) e no jornal carioca O Paiz (1907-1910).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Iranilson Buriti, Universidade Federal de Campina Grande - UFCG

Professor da Universidade Federal de Campina Grande. Doutor em História pela Universidade Federal de
Pernambuco.

Referências

AMARAL, Júlio Marcondes. Sucinto histórico do serviço odontológico da Marinha Brasileira. In: Anais do III Congresso odontológico latino-americano. Rio de Janeiro: Imprensa Nacional, 1931.

AUDOIN-ROUZEAU, Stéphane. Massacres - o corpo e a guerra. In: COURTINE, Jean-Jacques. História do Corpo: as mutações do olhar - o século XX. 4 ed., Petrópolis: Vozes, 2011.

BARROSO, Gustavo. História militar do Brasil. Brasília: Senado Federal, 2019, p.70).

BRASIL ODONTOLÓGICO, junho de 1925, In Anais do III..., 1931.

BRASIL. Anais do III Congresso odontológico latinoamericano. Rio de Janeiro: Imprensa Nacional, 1931.

BRASIL. Art. 10º do decreto n° 2.232 de 06 de jan. de 1910.

BRASIL. Art. 593. In Decreto n° 15.230 de 31 de dez. de 1921. Dispõe sobre a aprovação do regulamento para o Serviço de Saúde do Exército em tempo de paz. Rio de Janeiro. Diário Oficial da União - Seção 1 - 6/1/1922.

BRASIL. Decreto n° 2.232 de 06 de jan. 1910. Dispõe sobre a reorganização do serviço de saúde do Exército. Rio de Janeiro. Diário Oficial da União, 1910.

BRASIL. Decreto-lei n. 36, de 1 de dez. 1937. Dispõe sobre o Regulamento do Serviço Odontológico do Exército. Rio de Janeiro. Diário Oficial da União, seção 1 - 26/11/1938.

CARDOSO, Rachel Motta. Cotidianos de Guerra: O Serviço de Saúde do Exército (1918-1943). Disponível em: <https://anpuh.org.br/uploads/anais-simposios/pdf/2019-01/1548772192_bc1f74f205e36c9bbba015ce7889e723.pdf> Acesso em 2 de agosto 2022.

COUBERTIN, Pierre de. Essais de psychologie sportive. Grenoble: Jérôme Millon, 1992.

Disponível em: https://dichistoriasaude.coc.fiocruz.br/iah/pt/verbetes/hosremili.htm. Acesso em 13 fev. 2023.

ESCOLA de Aplicação médico-militar. Disponível em: https://dichistoriasaude.coc.fiocruz.br/iah/pt/verbetes/escapmemil.htm. Acesso em 13.fev. 2023.

HOSPITAL Real Militar e ultramar. Disponível em: http://www.dichistoriasaude.coc.fiocruz.br/iah/pt/verbetes/hosremili.htm. Acesso em 13 fev. 2023.

KLAJMAN, Charles. O conhecimento científico divulgado pelos soldados de farda branca, através do periódico Medicina Militar (1910 –1923). Dissertação (Mestrado em História das Ciências e da Saúde. Rio de Janeiro: Casa de Oswaldo Cruz, 2011.

LOURO, Guacira Lopes. Gênero, sexualidade e educação. 6 ed., Petrópolis: Vozes, 2003.

MESQUITA, Manoel Petrarcha de. Do estado actual da organização do Serviço de Saúde do Exército. Medicina Militar. Rio de Janeiro, março de 1910.

O Paiz, Rio de Janeiro, ano XXIII, n. 8298, domingo, 23 jun. de 1907.

O Paiz, Rio de Janeiro, ano XXVI, n. 9227, domingo, 8 de jan. de 1910.

O Paiz, Rio de Janeiro, ano XXVI, n. 9245, quarta-feira, 26 de janeiro de 1910.

ORTEGA, Francisco. O corpo incerto. Rio de Janeiro: Garamond, 2008.

PONCE, Lidoro. Servicio odontológico de rotación en el ejército argentino. In: Anais do III Congresso odontológico latinoamericano. Rio de Janeiro: Imprensa Nacional, 1931.

PONCE, Lidoro. Servicio odontológico de rotación en el ejército argentino. In: Anais do III Congresso odontológico latinoamericano. Rio de Janeiro: Imprensa Nacional, 1931.

REVISTA MEDICINA MILITAR, Rio de Janeiro, Anno IV, n.5, nov. 1913.

REYGADAS, José Luis. El servicio dental de la secretaria de Guerra y Marina en Mexico. In: Anais do III Congresso odontológico latinoamericano. Rio de Janeiro: Imprensa Nacional, 1931.

RIO DE JANEIRO. Relatório do Ministério da Guerra. Rio de Janeiro: Imprensa Naval, 1908.

RIO DE JANEIRO. Relatório do Ministério da Guerra. Rio de Janeiro: Imprensa Naval, 1922.

VIEIRA DE LIMA, Álvaro Luiz. História da Odontologia nas classes armadas do Brasil. In Anais do III Congresso odontológico latinoamericano. Rio de Janeiro: Imprensa Nacional, 1931.

VIGARELLO. Georges. Treinar. In COURTINE, Jean-Jacques. História do Corpo: as mutações do olhar - o século XX. 4 ed., Petrópolis: Vozes, 2011.

Downloads

Publicado

2023-12-22

Como Citar

BURITI, I. Armados até os dentes: Educação e saúde bucal nas forças armadas brasileiras no III Congresso Odontológico Latino-Americano (1929). História Revista, Goiânia, v. 28, n. 1, p. 236–259, 2023. DOI: 10.5216/hr.v28i1.75267. Disponível em: https://revistas.ufg.br/historia/article/view/75267. Acesso em: 27 maio. 2024.