Da ameaça ao consenso

os impactos do governo Juscelino Kubistschek na industrialização e no setor de energia do Espírito Santo.

Autores

  • Jayme Karlos Reis Lopes Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio), Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil, jaymekrlopes@gmail.com

DOI:

https://doi.org/10.5216/hr.v27i3.71743

Palavras-chave:

Industrialização, Eletricidade, Espirito Santo, Elites, Modernização, Brasil

Resumo

Esta pesquisa explora os impactos do governo federal de Juscelino Kubistchek na expansão da industrialização do estado do Espírito Santo, sobretudo, observando uma questão chave neste contexto, que era a consolidação do setor elétrico capixaba. Para tanto, serão consideradas das investigações realizadas por tese de doutoramento em ciências sociais pela PUC-Rio defendida em 2021, que a partir da analise de fontes e bibliografas diversas, considerou o peso da dimensão política neste processo. Ao que nos parece, desenvolvimento industrial nacional, forças políticas regionais e energia elétrica, parecem se revelar dimensões que assumem sua forma final sob a coordenação do Estado nacional desenvolvimentista, impactando de forma caracteristica as dinamicas em ambiente federativo, com profundas desigualdades regionais. Situação que historicamente mostra ter beneficiado a cooptação dos grupos políticos das regiões menos desenvolvidas da federação, como o Espirito Santo, para o desenho de um conjunto de ações de políticas econômicas nacionais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jayme Karlos Reis Lopes, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio), Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil, jaymekrlopes@gmail.com

Doutor em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio)

Referências

ALMEIDA, Lúcio Flávio de. Uma ilusão de desenvolvimento: nacionalismo e dominação burguesa nos anos JK. Florianópolis: Editora da UFSC, 2006.

BARRINGTON Moore JR. - As Origens Sociais da Ditadura e da Democracia, cap. "As origens revolucionárias da democracia capitalista", Ed. Martins Fontes, 1983.

BENEVIDES, Maria Victoria de Mesquita. O governo Kubitschek: desenvolvimento econômico e estabilidade política 1956-1961. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1976.

__________________________________. A UDN e o udenismo: ambiguidades do liberalismo brasileiro (1945-1964). Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1981.

BOTEGA, Leonardo da Rocha. O Desenvolvimentismo nos discursos presidenciais de Juscelino Kubitschek e Arturo Frondizi. Porto Alegre, 2019. p.309. Tese de Doutorado – Departamento de História, Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

CPDOC (FGV). Dicionário Histórico-Biográfico Brasileiro On-line: Eliezer Batista Da Silva. Rio de Janeiro, 04 dez. 2020. Disponível em: http://www.fgv.br/cpdoc/acervo/dicionarios/verbete-biografico/eliezer-batista-da-silva.

____________. Dicionário Histórico-Biográfico Brasileiro On-line: Arthur Carlos Gerhardt Santos. Rio de Janeiro, 04 dez. 2020. Disponível em: http://www.fgv.br/cpdoc/acervo/dicionarios/verbete-biografico/artur-carlos-gerhardt-santos.

Centro de Memória da Energia. Ciclo de Palestras: A Eletrobrás e a história do setor de energia elétrica no Brasil. Memoria da Eletricidade no Brasil; Coordenação Renato Feliciano Dias. Eletrobrás, Rio de Janeiro, 1995.

ESPÍRITO SANTO, Ano Zero. A Gazeta, Vitória, p. 2, 30 mar. 1967.

Espírito Santo (Estado). Governador, 1959-1962 (Carlos Lindenberg). Mensagem à Assembleia Legislativa, Imprensa Oficial. p. 3. Vitória,1960.

LAFER, C. O planejamento do Brasil - observações sobre o Plano de Metas (19561961). In: LAFER, B. (Org.). Planejamento no Brasil. São Paulo: Perspectiva, 1970. p. 29-50.

MEDEIROS, Antônio Carlos. Espírito Santo: a industrialização como fator de desautonomia relativa. Dissertação de mestrado (Mestrado em Administração Pública). Escola Brasileiro de Administração Pública da Fundação Getúlio Vargas, Rio de Janeiro, 1997; Arquivo Público do Estado do Espírito Santo. IBC/GERCA, 1979.

RAPOSO, Eduardo. Banco Central do Brasil: o leviatã ibérico: uma interpretação do Brasil contemporâneo. São Paulo: Hucitec; Rio de Janeiro: PUC-Rio, 2011.

REIS, E. P. 1979. The Agrarian Roots of the Authoritarian Modernization in Brazil: 1880-1930. PhD. Dissertation. Massachusets, Massachusets Institute of Technology

SILVA, Marta Zorzal. Espírito Santo: estado, interesses e poder. Volume 11. Dissertação. Escola Brasileira de Administração pública, FGV, 1986.

Jornal A Gazeta, 01/02/59, p. 01. Capa.

Jornal A Gazeta, 19/03/58, 1ª p., Roteiro (de Governo) do Candidato Carlos Lindenberg.

TAVARES, Maria da Conceição (1981). Problemas de industrialización avanzada en capitalismos tardios y periféricos. Rio de Janeiro: Texto para Discussão/UFRJ (1981).

KUBITSCHEK, J. Diretrizes gerais do plano nacional de desenvolvimento. Belo Horizonte: Livraria Oscar Nicolai, 1955.

Downloads

Publicado

2023-09-26

Como Citar

REIS LOPES, J. K. Da ameaça ao consenso: os impactos do governo Juscelino Kubistschek na industrialização e no setor de energia do Espírito Santo. História Revista, Goiânia, v. 27, n. 3, p. 159–176, 2023. DOI: 10.5216/hr.v27i3.71743. Disponível em: https://revistas.ufg.br/historia/article/view/71743. Acesso em: 26 fev. 2024.