PRECEITOS MORAIS PARA UMA VIDA MODERADA: O MATRIMÔNIO COMO ORDENAÇÃO DA SOCIEDADE NA CONCEPÇÃO PELAGIANA

Autores

  • Armênia Maria de Souza Professora da Universidade Federal de Goiás.

DOI:

https://doi.org/10.5216/hr.v12i1.6847

Resumo

O objetivo deste artigo é discutir os preceitos morais expostos na obra de Frei Álvaro Pais, sobre o estado de perfeição evangélica, que, na sociedade medieval da primeira metade do século XIV, era representado pela virgindade. Por isso, optou-se por refletir acerca do conceito de matrimônio do referido frade galego. Além dos aspectos humano, social e jurídico inerentes ao casamento, busca-se entender os preceitos morais estipulados pelo clero, para a moderação dos costumes relativos à instituição do matrimônio como ordenador da sociedade.

 

PALAVRAS-CHAVE: Preceitos, moral, Igreja, matrimônio.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Armênia Maria de Souza, Professora da Universidade Federal de Goiás.

 

Downloads

Publicado

2009-08-06

Como Citar

SOUZA, A. M. de. PRECEITOS MORAIS PARA UMA VIDA MODERADA: O MATRIMÔNIO COMO ORDENAÇÃO DA SOCIEDADE NA CONCEPÇÃO PELAGIANA. História Revista, Goiânia, v. 12, n. 1, 2009. DOI: 10.5216/hr.v12i1.6847. Disponível em: https://revistas.ufg.br/historia/article/view/6847. Acesso em: 1 out. 2022.

Edição

Seção

Dossiê