Algumas Considerações sobre as Transformações da Braga romana para a Medieval

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/hr.v26i1.67888

Resumo

Este trabalho tem por objetivo caracterizar o urbanismo e as construções de Braga, entre os séculos I e XVI, com as reformas de Dom Diogo de Sousa, tendo por base a avaliação dos dados fornecidos pelas escavações realizadas do Projeto de Salvamento de Bracara Augusta. Partindo desse pressuposto, buscar-se-á compreender essas sobreposições da cidade, entre uma antiga e medieval, mostrando suas memórias e sua identidade frente às outras cidades portuguesas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Roberta Silva, Universidade Federal do Pará (UFPA), Bragança, Pará, Brasil, rdasilva@unicamp.br

Doutora em História pela Universidade de Campinas (UNICAMP). Pós-doutora pelo Programa de Pós-graduação em História pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), e pela UNICAMP. Docente do campus Universitário de Bragança, Universidade Federal do Pará (UFPA) e professora colaboradora do Programa de Pós-Graduação em História Ibérica, Universidade Federal de Alfenas (UNIFAL-MG). Professora Associada ao Laboratório de Estudos sobre o Império Romano – LEIR/UFES.

Claudio Carlan, Universidade Federal de Alfenas (UNIFAL-MG), Alfenas, Minas Gerais, Brasil, carlanclaudio@gmail.com

Doutor em História pelo Universidade de Campinas (UNICAMP); Pós-doutor pelo Programa. NEPAM/UNICAMP. Docente do Curso de História da Universidade Federal de Alfenas (UNIFAL-MG) e professor efetivo do Programa de Pós-Graduação em História Ibérica (PPGHI/ UNIFAL-MG). Grupo de pesquisa Península Ibérica: Antiguidade Tardia a Reconquista.

Downloads

Publicado

24-06-2021

Como Citar

Silva, R., & Carlan, C. (2021). Algumas Considerações sobre as Transformações da Braga romana para a Medieval . História Revista, 26(1), 168–183. https://doi.org/10.5216/hr.v26i1.67888