AUTORIDADE INDÍGENA E LEGISLAÇÃO INDIGENISTA NO BRASIL

Autores

  • Valéria Nely Cézar de Carvalho Colaboradora científica no Centre d’Anthropologie Culturelle de l’Université Libre de Bruxelles, Bélgica.

DOI:

https://doi.org/10.5216/hr.v13i2.6650

Resumo

Este artigo analisa as autoridades indígenas na sociedade luso-brasileira, tendo por objetivo evidenciar nas representações e imagens construídas para justificar a ação colonizadora os elementos que subsidiaram, juridicamente, a conformação dos direitos e da condição indígena. Assim, pretende-se melhor situar em quais âmbitos e contextos as autoridades e instituições indígenas foram reconhecidas dentro do panorama social luso-brasileiro. Neste sentido, a abordagem explora as alianças e os acordos, a intersecção entre os interesses colonial e nativo e, principalmente, como foi possível, juridicamente, dar vazão a estas relações.

 

PALAVRAS-CHAVE: Política indigenista brasileira, autoridades indígenas, missões e aldeamentos indígenas, Brasil séculos XVI-XIX.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Valéria Nely Cézar de Carvalho, Colaboradora científica no Centre d’Anthropologie Culturelle de l’Université Libre de Bruxelles, Bélgica.

Downloads

Publicado

2009-07-09

Como Citar

CARVALHO, V. N. C. de. AUTORIDADE INDÍGENA E LEGISLAÇÃO INDIGENISTA NO BRASIL. História Revista, Goiânia, v. 13, n. 2, 2009. DOI: 10.5216/hr.v13i2.6650. Disponível em: https://revistas.ufg.br/historia/article/view/6650. Acesso em: 1 out. 2022.

Edição

Seção

Artigos