154 ANOS DE FERROVIAS NO BRASIL: PARA ONDE CAMINHA ESSE TREM?

Autores

  • Dilma Andrade de Paula Professora do Instituto de Historia da Universidade Federal de Uberlândia.

DOI:

https://doi.org/10.5216/hr.v13i1.5413

Resumo

A proposta deste artigo é investigar as principais modificações operadas na política ferroviária em relação ao transporte inter-regional de passageiros e de cargas. À criação da Rede Ferroviária Federal, em 1957, unificando dezoito empresas, o "novo" Estado pós-1990 respondeu com a reprivatização da malha, reformulando também as agências de controle e execução da política. A que interesses respondem essas mudanças? Quais as características da política ferroviária brasileira constituída nesse período? São questões intrincadas, que envolvem o formato de Estado (em termos de sociedade política), a sua relação com o mercado, a questão da globalização financeira, o panorama interno da luta de classes etc, que exigem estudos mais detalhados e comprometidos com o entendimento desse setor no desenvolvimento do capitalismo no Brasil.

 

PALAVRAS-CKAVE: Política de transportes, ferrovias, Rede Ferroviária Federal S.A.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2009-01-16

Como Citar

PAULA, D. A. de. 154 ANOS DE FERROVIAS NO BRASIL: PARA ONDE CAMINHA ESSE TREM?. História Revista, Goiânia, v. 13, n. 1, 2009. DOI: 10.5216/hr.v13i1.5413. Disponível em: https://revistas.ufg.br/historia/article/view/5413. Acesso em: 18 ago. 2022.

Edição

Seção

Dossiê