Meio ambiente e sociedade: as transformações na paisagem do Oeste Catarinense, na segunda metade do século XX

Autores

  • Samira Peruchi Moretto UFFS

DOI:

https://doi.org/10.5216/hr.v22i2.47211

Palavras-chave:

Desmatamento, História Ambiental, Oeste de Santa Catarina

Resumo

O Oeste de Santa Catarina passou por diversas transformações ambientais, em sua maioria provocados pela antropização da paisagem. O desmatamento foi intensificado na primeira metade do século XX, após o processo de ocupação da região e em função das atividades madeireiras. Com o desmatamento houve uma redução do volume madeirável, possibilitando a intensificação de outras atividades econômicas, como agropecuária e monocultura de árvores exóticas. Estas atividades, alteraram significativamente os grupos sociais que viviam na região. O objetivo deste artigo é analisar o processo histórico da transformação ambiental no Oeste catarinense, após o processo de ocupação da região. Para atingir os objetivos propostos utilizaremos como fontes: relatórios de governo, censos demográficos, relatórios das companhias colonizadoras, os periódicos regionais e estaduais e a legislação federal. Na década de 1960 foi criado o Instituto Brasileiro de Desenvolvimento Florestal (IBDF) e promulgado o Código Florestal em 1965, que atuaram de forma intensa na região. Somente com a promulgação da Constituição Federal de 1988 é que a Mata Atlântica passa a ser considerada patrimônio nacional, havendo, de certa maneira, maior controle nas ações sobre o meio ambiente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Samira Peruchi Moretto, UFFS

Possui graduação em História pela Universidade Federal de Santa Catarina (2007), mestrado em História pela mesma Universidade (2010), doutorado em História pela Universidade Federal de Santa Catarina (2014), com período sanduíche em California State University, Long Beach (2013). Atualmente é professora efetiva do Curso de História da Universidade Federal da Fronteira Sul. Faz parte do Grupo de Pesquisa do CNPq: Laboratório de Imigração, Migração e História Ambiental, UFSC. Pesquisadora dos seguintes temas: História Ambiental, Domesticação e Introdução de espécies vegetais, Desmatamento, Reflorestamento e Conservação da Biodiversidade. 

Downloads

Publicado

2017-12-24

Como Citar

MORETTO, S. P. Meio ambiente e sociedade: as transformações na paisagem do Oeste Catarinense, na segunda metade do século XX. História Revista, Goiânia, v. 22, n. 2, p. 107–120, 2017. DOI: 10.5216/hr.v22i2.47211. Disponível em: https://revistas.ufg.br/historia/article/view/47211. Acesso em: 4 jul. 2022.

Edição

Seção

Dossiê: "História, cultura e natureza"