A fundação de Angra da ilha Terceira. Programas e práticas urbanísticas na construção de um porto atlântico (séc. XVI).

Autores

  • Antonieta Reis Leite Universidade de Coimbra e Universidade Nova de Lisboa/Universidade dos Açores

DOI:

https://doi.org/10.5216/hr.v21i3.42739

Palavras-chave:

, Angra (Terceira, Açores), urbanismo, sesmarias urbanas.

Resumo

Através da análise histórico-morfológica de Angra (ilha Terceira , arquipélago dos Açores, Portugal),  cidade de fundação quinhentista, este artigo investiga a transposição ao mundo atlântico, em construção no século XVI, de regras de gestão territorial e modelos urbanísticos com origem no processo de composição de Portugal medieval, reformulados nas ilhas atlânticas e depois transpostos ao resto do espaço atlântico português em construção. O artigo relaciona o estudo da  morfologia urbana, sobrepondo à cartografia atual, dados e fontes históricas e investigação recentemente publicada sobre as vilas fundadas no arquipélago.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-03-03

Como Citar

LEITE, A. R. A fundação de Angra da ilha Terceira. Programas e práticas urbanísticas na construção de um porto atlântico (séc. XVI). História Revista, Goiânia, v. 21, n. 3, p. 9–28, 2017. DOI: 10.5216/hr.v21i3.42739. Disponível em: https://revistas.ufg.br/historia/article/view/42739. Acesso em: 6 jul. 2022.