Conflitos e sociabilidades: os bares e cabarés de Porto Alegre no contexto das greves da Primeira República

Autores

  • César Augusto Bubolz Queirós Universidade Federal do Amazonas - UFAM

DOI:

https://doi.org/10.5216/hr.v21i3.40161

Palavras-chave:

Trabalho, greves, sociabilidade

Resumo

Este trabalho tem o objetivo de analisar os redutos de sociabilidade das classes populares na cidade de Porto Alegre durante as grandes greves da Primeira República (1917-1919). Procurou-se abordar a forma como as rivalidades provocadas pelas diferenças entre as posturas assumidas no decorrer dos movimentos paredistas se manifestavam em espaços de sociabilidade como bares e cabarés.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

César Augusto Bubolz Queirós, Universidade Federal do Amazonas - UFAM

Doutor em História - UFRGS Professor do PPGH em História - UFAM Coordenador Acadêmico do Curso de História - UFAM

Downloads

Publicado

2017-03-03

Como Citar

QUEIRÓS, C. A. B. Conflitos e sociabilidades: os bares e cabarés de Porto Alegre no contexto das greves da Primeira República. História Revista, Goiânia, v. 21, n. 3, p. 110–125, 2017. DOI: 10.5216/hr.v21i3.40161. Disponível em: https://revistas.ufg.br/historia/article/view/40161. Acesso em: 6 jul. 2022.