Da Criação à Fase de Estruturação do IPEA: 1964 A 1970

Autores

  • Walmir Barbosa

DOI:

https://doi.org/10.5216/hr.v20i1/39364

Palavras-chave:

IPEA, Estado, Intelectuais, Planejamento e desenvolvimento.

Resumo

A criação e a estruturação do IPEA (1964-1970) integrou um amplo processo de criação de instituições do aparato de Estado no Brasil. Envolveram elites econômicas e políticas, intelectuais orgânicos do mundo do capital (nativos e estrangeiros) e instituições nacionais e internacionais. Foi parte integrante do processo de implementação do modelo econômico desenvolvimentista, que materializava o padrão fordista-keynesiano de reprodução do capital ao mesmo tempo em que explorava as possibilidades que esse padrão e a hegemonia norte-americana permitiam. Refletiu demandas e convicções políticas e ideológicas tecnocráticas, sob o regime cívico-militar, que convergia planejamento e desenvolvimento, de um lado, e formação de instituições e quadros técnicos, de outro, que operassem, respectivamente, dentro de uma racionalidade política e administrativa e de uma competência técnico-científica e técnico-política.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Walmir Barbosa

Doutor em História. Professor do curso de História do Instituto Federal de Goiás (IFG) e Pesquisador do Núcleo de Pesquisa Marxista (NUPEMARX). 

Downloads

Publicado

2016-01-08

Como Citar

BARBOSA, W. Da Criação à Fase de Estruturação do IPEA: 1964 A 1970. História Revista, Goiânia, v. 20, n. 1, p. 24–46, 2016. DOI: 10.5216/hr.v20i1/39364. Disponível em: https://revistas.ufg.br/historia/article/view/39364. Acesso em: 10 dez. 2022.