SUFRÁGIO, EDUCAÇÃO E TRABALHO: O FEMINISMO NA IMPRENSA EM TERESINA NAS DÉCADAS DE 1920 E 1930

Autores

  • Elizangela Barbosa Cardoso Universidade Federal do Piauí

DOI:

https://doi.org/10.5216/hr.v19i2.32045

Palavras-chave:

Feminismo, Imprensa, Gênero.

Resumo

O objetivo deste artigo é analisar a escrita acerca do feminismo, veiculada na imprensa em Teresina (PI), entre os anos 1920 e o início da década de 1930. Procura-se enfatizar sua relação com o movimento feminista organizado no Brasil, bem como seu impacto na construção de hierarquias de gênero, na cidade. Argumenta-se que o feminismo se manifesta em Teresina nessas décadas, especialmente, enquanto objeto de debate na imprensa, cujos desdobramentos contribuíram para legitimar o sufrágio, a educação e o trabalho femininos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Elizangela Barbosa Cardoso, Universidade Federal do Piauí

Professora do Departamento de Geografia e História e do Programa de Pós-Graduação em História do Brasil da Universidade Federal do Piauí.

Downloads

Publicado

2014-12-18

Como Citar

CARDOSO, E. B. SUFRÁGIO, EDUCAÇÃO E TRABALHO: O FEMINISMO NA IMPRENSA EM TERESINA NAS DÉCADAS DE 1920 E 1930. História Revista, Goiânia, v. 19, n. 2, p. 103–128, 2014. DOI: 10.5216/hr.v19i2.32045. Disponível em: https://revistas.ufg.br/historia/article/view/32045. Acesso em: 5 jul. 2022.