A ESTRADA DONA FRANCISCA NA FORMAÇÃO ECONÔMICA DE SANTA CATARINA - doi: 10.5216/hr.v19i1.30515

Autores

  • Alcides Goularti Filho UNESC

DOI:

https://doi.org/10.5216/hr.v19i1.30515

Palavras-chave:

Estrada, Colonização, Santa Catarina

Resumo

O objetivo deste artigo é discutir a construção da Estrada Dona Francisca, no norte e no planalto norte de Santa Catarina, dentro da formação e da expansão do processo de colonização e do complexo ervateiro. O período abrange desde a fundação da Colônia Dona Francisca, em 1851, à conclusão das obras ferroviárias da Linha São Francisco, em 1913, ligando a cidade portuária de São Francisco do Sul à Rio Negro, passando por Joinville, São Bento do Sul e Rio Negrinho, seguindo o mesmo percurso da Estrada Dona Francisca. O texto está dividido em cinco tópicos. O primeiro traz uma breve introdução. Em seguida, discute o início da colonização do norte e do planalto norte catarinense, a partir da fundação da Colônia Dona Francisca. O terceiro tópico aborda a lenta construção da Estrada Dona Francisca, entre 1853 e 1895. No quarto, serão discutidas a colonização e a expansão demográfica, a partir da construção da Estrada em direção à Rio Negro. Por fim, uma breve conclusão destacando a sua integração comercial e produtiva na região.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alcides Goularti Filho, UNESC

Professor do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Econômico da UNESC. Doutor em Economia pela UNICAMP. Pesquisa financiada pelo MTCI/CNPq.

Downloads

Publicado

2014-06-17

Como Citar

GOULARTI FILHO, A. A ESTRADA DONA FRANCISCA NA FORMAÇÃO ECONÔMICA DE SANTA CATARINA - doi: 10.5216/hr.v19i1.30515. História Revista, Goiânia, v. 19, n. 1, p. 171–196, 2014. DOI: 10.5216/hr.v19i1.30515. Disponível em: https://revistas.ufg.br/historia/article/view/30515. Acesso em: 6 jul. 2022.