JOVENS NA DITADURA E PÓS-DITADURA MILITAR BRASILEIRA: ESCRITAS EM CIÊNCIAS HUMANAS - doi: 10.5216/hr.v18i2.29863

Autores

  • Cynthia Machado Campos

DOI:

https://doi.org/10.5216/hr.v18i2.29863

Palavras-chave:

Jovens, Ditadura militar, Ciências Humanas.

Resumo

A partir dos anos 60 do século XX a literatura em humanidades começou a falar sistematicamente sobre jovens no Brasil. Foi um período em que o jovem apareceu na cena politica brasileira, sobretudo em protestos, resistências e atuações diversas relacionadas a ditadura militar. Este e um trabalho que busca perceber as associações feitas entre jovem/violência ou jovem/rebeldia nas ciências humanas brasileiras. A pesquisa histórica acompanhou as mudanças de enfoque procedidas a partir dos anos 60, evidenciando mudanças de concepção, abordagens e formas de percepção de jovens, seus conflitos e comportamentos nas cidades. O conceito “alteridade” ganhou importância na pesquisa bibliográfica, com tentativas de pontuar quem é o “outro” do jovem, especialmente quando questões de identidade emergem, em diferentes momentos históricos e diferentes abordagens.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2014-05-15

Como Citar

CAMPOS, C. M. JOVENS NA DITADURA E PÓS-DITADURA MILITAR BRASILEIRA: ESCRITAS EM CIÊNCIAS HUMANAS - doi: 10.5216/hr.v18i2.29863. História Revista, Goiânia, v. 18, n. 2, 2014. DOI: 10.5216/hr.v18i2.29863. Disponível em: https://revistas.ufg.br/historia/article/view/29863. Acesso em: 4 jul. 2022.