Viver na calçada

(anti)patrimônio e invisibilidades em Goiânia

Autores

  • Ema Claudia Ribeiro Pires Universidade Federal de Goiás (UFG), Goiânia, Goiás, Brasil e IHC.UE/In2Past, Portugal, epires@uevora.pt

DOI:

https://doi.org/10.5216/hawo.v4.76589

Palavras-chave:

Antipatrimonio, Pobreza, Espaço urbano, Goiânia

Resumo

Os estudos de processos de patrimonialização foram, durante muito tempo, ancorados na perspetiva das realidades tangíveis que, por demais vezes, explicitam hegemonias e cosmovisões dominantes, de viés classista de grupos que, historicamente, violentaram populações subalternizadas. Num exercício de tangência marginal à discussão sobre ‘patrimônios que marcam histórias e memórias de dor e sofrimentos’ (Tamaso e Pires, 2023), este ensaio busca discutir criticamente o avesso de processos patrimoniais mais visíveis. Alternativamente a esse paradigma dominante, e tomando como gancho analítico a ideia de antipatrimónio (Alonso, 2020) o foco analítico é colocado em pertencimentos materiais tangíveis de pessoas em mobilidade, as quais são colocadas dentro da categoria ampla de ‘pessoas em situação de rua’. 

Referências

Alonso, Pablo (2020) O Antipatrimónio. Fetichismo do passado e dominação do presente. Lisboa: Imprensa de Ciências Sociais, ISBN: 978-972-671-619-8.

IPEA. População em situação de rua supera 281.4 mil pessoas no Brasil. Brasília, 2022. Disponível em: https://www.ipea.gov.br/portal/categorias/45-todas-as-noticias/noticias/13457-populacao-em-situacao-de-rua-supera-281-4-mil-pessoas-no-brasil. Acesso em: 26 de junho de 23.

Natalino, Marco. Estimativa da população em situação de rua no Brasil 2012-2022. Brasília: IPEA, 2022. Disponível em: https://www.ipea.gov.br/portal/publicacao-item?id=faa83eb1-f7fb-44d9-ba91-341a7672611d. Acesso em: acesso em 24 de junho de 23.

Souza, Jessé. O problema do Brasil é o ódio ao pobre”. Le Monde Diplomatique, setembro, edição 122, 2017. Disponível em: https://diplomatique.org.br/o-problema-do-brasil-e-o-odio-ao-pobre/. Acesso em 19 de junho de 23.

Speck, Jeff. Cidade Caminhável. São Paulo: Editora Perspectiva, 2012. ISBN: 978-85-273-1053-6

Outros documentos:

MORADORES de rua têm novo perfil em Goiânia”. Jornal Daqui, 19 de Junho 2023, p. 6.

DICCIONARIO Primberam de Língua Portuguesa. Património. Edição on-line, disponível em: https://dicionario.priberam.org/património. Acesso em: 19 de junho de 23.

Downloads

Publicado

2023-11-21

Como Citar

RIBEIRO PIRES, E. C. Viver na calçada: (anti)patrimônio e invisibilidades em Goiânia. Hawò, Goiânia, v. 4, p. 1–9, 2023. DOI: 10.5216/hawo.v4.76589. Disponível em: https://revistas.ufg.br/hawo/article/view/76589. Acesso em: 22 jul. 2024.

Edição

Seção

Dossiê "Sobre dores e ressentimentos: patrimônios em perspetiva crítica".