Alcoolismo e a produção científica da enfermagem brasileira: uma análise de 10 anos

Autores

  • Sílvio Eder Dias da Silva Universidade Federal do Pará
  • Maria Itayra Coelho de Souza Padilha Universidade Federal de Santa Catarina
  • Miriam Süsskind Borenstein Universidade Federal de Santa Catarina
  • Jonas Salomão Spricigo Universidade Federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.5216/ree.v13i2.9616

Palavras-chave:

Pesquisa em enfermagem, Álcool, Drogas, Alcoolismo.

Resumo

Trata-se de uma pesquisa documental cujo objetivo foi refletir sobre o alcoolismo como objeto de conhecimento da enfermagem brasileira, a partir das teses e dissertações publicadas sobre a temática no período de 1977 a 2007. A fonte de pesquisa foi o Banco de Teses e Dissertações da Associação Brasileira de Enfermagem aonde foram identificados 43 estudos. A análise dos dados teve duas etapas: primeiro, realizou-se uma caracterização dos trabalhos, posteriormente, organizou-se o material a partir dos dados evidentes nos estudos, originando as seguintes categorias temáticas: o imaginário sobre o alcoolista; o álcool e o adolescente; o tratamento do alcoolismo; e alcoolismo feminino. Constatou-se que os estudos propiciaram apreender os aspectos do contexto psicossocial, tão importantes e necessários no sentido de se olhar mais atentamente a prática assistencial que se presta ao alcoolista nos serviços de saúde do Brasil.

Descritores: Pesquisa em enfermagem; Álcool; Drogas; Alcoolismo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sílvio Eder Dias da Silva, Universidade Federal do Pará

Enfermeiro, Doutor em Enfermagem, Professor Assistente I, Universidade Federal do Pará. Belém, PA, Brasil. E-mail: silvioeder@ufpa.br.

Maria Itayra Coelho de Souza Padilha, Universidade Federal de Santa Catarina

Enfermeira, Doutora em Enfermagem, Pós-Doutora pela Lawrence Bloomberg Faculty of Nursing at University of Toronto, Professor Associado II, Departamento de Enfermagem (NFR), Centro de Ciências da Saúde (CCS), Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Pesquisadora do CNPq. Florianópolis, SC, Brasil. E-mail: padilha@ccs.ufsc.br.

Miriam Süsskind Borenstein, Universidade Federal de Santa Catarina

Enfermeira, Doutora em Enfermagem, Professor Adjunto IV, NFR, CCS, UFSC. Pesquisadora do CNPq. Florianópolis, SC, Brasil. E-mail:borenstein@iaccess.com.br.

Jonas Salomão Spricigo, Universidade Federal de Santa Catarina

Enfermeiro, Doutor em Filosofia da Enfermagem, Professor Adjunto IV, NFR, CCS, UFSC. Florianópolis, SC, Brasil. E-mail: jonas@ccs.ufsc.br.

Downloads

Publicado

30/06/2011

Como Citar

1.
Silva SED da, Padilha MIC de S, Borenstein MS, Spricigo JS. Alcoolismo e a produção científica da enfermagem brasileira: uma análise de 10 anos. Rev. Eletr. Enferm. [Internet]. 30º de junho de 2011 [citado 2º de julho de 2022];13(2):276-84. Disponível em: https://revistas.ufg.br/fen/article/view/9616

Edição

Seção

Artigo Original