O SIGNIFICADO DE VIVENCIAR A MORTE DE UMA CRIANÇA ENQUANTO ACADÊMICO DE ENFERMAGEM

Autores

  • Dione Alves Mendes Faculdade de Enfermagem
  • Lourdes Maria Silva Andraus Faculdade de Enfermagem

DOI:

https://doi.org/10.5216/ree.v7i2.877

Resumo

Resumo: Trata-se do relato de uma experiência de aprendizagem enquanto acadêmico do quarto ano do Curso de Graduação em Enfermagem da Universidade Federal de Goiás, nas aulas práticas da Disciplina Enfermagem Materno Infanto-Juvenil, no qual pretende-se compartilhar o significado de cuidar de uma criança de nove anos de idade, de sexo feminino, portadora de insuficiência renal crônica, que em oito dias evoluiu para óbito. Vivenciar esse processo não foi uma tarefa fácil, pois me proporcionou sentimentos intensos de alegria e terror. Essa experiência< contribuiu para nosso crescimento pessoal e profissional, por esse motivo compartilhamos. Palavras chave: Criança; Cuidados de Enfermagem; Morte.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

26/12/2006

Como Citar

1.
Mendes DA, Andraus LMS. O SIGNIFICADO DE VIVENCIAR A MORTE DE UMA CRIANÇA ENQUANTO ACADÊMICO DE ENFERMAGEM. Rev. Eletr. Enferm. [Internet]. 26º de dezembro de 2006 [citado 25º de maio de 2022];7(2). Disponível em: https://revistas.ufg.br/fen/article/view/877

Edição

Seção

Relato de Experiência