Integralidade do cuidado: concepções e práticas de docentes de Graduação em Enfermagem

Autores

  • Fabiana Ribeiro Santana Universidade Federal de Goiás, Faculdade de Enfermagem

DOI:

https://doi.org/10.5216/ree.v10i1.8018

Palavras-chave:

Integralidade, Cuidados de enfermagem, Assistência integral à saúde, Prática do docente de enfermagem.

Resumo

A integralidade tem norteado processos de mudanças, na formação do enfermeiro. Assim, é importante conhecer as iniciativas em cursos de Graduação em Enfermagem, com foco nesse princípio. Trata-se de um estudo descritivo-exploratório, com objetivos de analisar as concepções de integralidade presentes, nos discursos dos docentes, e as estratégias utilizadas para a apreensão de integralidade pelos alunos. Participaram docentes de três Instituições de Ensino Superior (IES) existentes no Estado de Goiás, que haviam integralizado pelo menos um currículo, no ano de 2005. A coleta de dados ocorreu nas respectivas instituições, entre abril e setembro de 2006, após agendamento prévio. Compuseram o estudo onze docentes do gênero feminino, com idade entre 40 e 55 anos, com experiência em docência, variando de 15 a 32 anos e a maioria portadora de Pós-Graduação Stricto-Sensu. As entrevistas e os planos de ensino dos docentes representantes das áreas das Ciências da Enfermagem (Fundamentos de Enfermagem, Assistência de Enfermagem, Administração de Enfermagem e Ensino de Enfermagem) foram analisados segundo Bardin (2003). Por meio da análise, emergiram três concepções de integralidade: Integralidade do Cuidado: do singular ao global; Integralidade do Cuidado: os caminhos para o SUS e Integralidade do Cuidado: estratégias para a ensinagem. Os sentidos da integralidade do cuidado mostraram-se inovadores, à medida que valorizam o singular, o global e os caminhos para o SUS. Manifestam os sentidos, prestando o cuidado ao ser humano na sua realidade social, com as suas especificidades e subjetividades, considerando as redes de cuidado e sociais em que estão inseridos. Como estratégias para a ensinagem, buscam desenvolver o aprender a aprender e fazer e aprender a ser e viver junto, possibilitando meios para que os educandos apreendam todos os sentidos manifestos pelos docentes. Esperamos que os resultados, desta pesquisa, possam contribuir para a reflexão dos docentes das IES sobre o sentido da integralidade do cuidado, na área de ensino, assim como, reorientar o processo de formação, potencializando os recursos humanos e estratégias já utilizadas, rumo à construção contínua de integralidade do cuidado, na área de saúde.

Palavras chave: Integralidade; Cuidados de enfermagem; Assistência integral à saúde; Prática do docente de enfermagem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

01/11/2009

Como Citar

1.
Santana FR. Integralidade do cuidado: concepções e práticas de docentes de Graduação em Enfermagem. Rev. Eletr. Enferm. [Internet]. 1º de novembro de 2009 [citado 23º de maio de 2022];10(1). Disponível em: https://revistas.ufg.br/fen/article/view/8018

Edição

Seção

Resumo