Levantamento dos partos cesárea realizados em um hospital universitário

Autores

  • Hellen Carla Rickli Campana Universidade Estadual de Maringá
  • Sandra Marisa Pelloso Universidade Estadual de Maringá

DOI:

https://doi.org/10.5216/ree.v9i1.7135

Palavras-chave:

Cesárea, Saúde da mulher, Enfermagem obstétrica.

Resumo

O Brasil tem tido uma das maiores taxas de cesáreas quando comparado a outros países, realidade não diferente em uma cidade do Norte do Paraná, Maringá. A institucionalização do parto trouxe consigo a medicalização do corpo da mulher e o aumento da freqüência de parto cesárea. Este estudo caracterizou-se como quantitativo e exploratório. O objetivo do estudo foi analisar o índice de cesáreas ocorridas em um Hospital Escola. Método: os dados foram levantados no prontuário médico das gestantes que se submeteram a cesárea nos anos de 2001-2003. Foi possível levantar que nos últimos três anos houve uma taxa de 45,3% de partos cesáreas. Apesar deste serviço atender gestantes de alto risco, houve uma taxa de cesárea acima do justificável, mostrando ser necessário repensar esta prática.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

06/09/2009

Como Citar

1.
Campana HCR, Pelloso SM. Levantamento dos partos cesárea realizados em um hospital universitário. Rev. Eletr. Enferm. [Internet]. 6º de setembro de 2009 [citado 19º de maio de 2022];9(1). Disponível em: https://revistas.ufg.br/fen/article/view/7135

Edição

Seção

Artigo Original