Termos da linguagem de enfermagem identificados em registros de uma UTI neonatal

Autores

  • Candice Cavalcanti de Alburquerque Universidade Federal da Paraíba
  • Maria Miriam Lima da Nóbrega Universidade Federal da Paraíba
  • Telma Ribeiro Garcia Universidade Federal da Paraíba

DOI:

https://doi.org/10.5216/ree.v8i3.7072

Palavras-chave:

Enfermagem, Linguagem, Registros de Enfermagem, Terminologia.

Resumo

A avaliação do registro de enfermagem sempre foi uma parte essencial do desenvolvimento profissional, porém, ainda não é possível se descrever o conteúdo da prática, pois a linguagem utilizada no cuidado não se tornou suficientemente unívoca. Nessa perspectiva percebe-se a relevância da identificação de uma linguagem específica utilizada pelos enfermeiros, para o registro de suas atividades. Este estudo objetivou identificar os termos empregados pelos componentes da equipe de enfermagem, nos registros de prontuários da Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTIN) de um hospital escola; e fazer o mapeamento cruzado dos termos identificados com os constantes na CIPE® Versão 1. Utilizou-se o método retrospectivo na coleta de dados. Na extração e normalização de termos, chegou-se a 161 termos constantes nos sete eixos da CIPE® 1, e a 603 não constantes. Analisando os 161 termos constantes, encontrou-se 45 termos pertencentes ao eixo Foco, 8 ao eixo Julgamento, 23 ao eixo Meios, 39 ao eixo Ação, 12 ao eixo Tempo, 30 ao eixo Localização, e 4 ao eixo Cliente, os quais foram analisados segundo seu índice de relevância para a UTIN. De acordo com os resultados obtidos, pode-se concluir que os objetivos que nortearam esta pesquisa foram alcançados e a trajetória metodológica mostrou-se adequada. Considera-se o estudo importante para o conhecimento do vocabulário utilizado na UTIN, contribuindo para a construção de uma nomenclatura específica para esta unidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

31/08/2009

Como Citar

1.
Alburquerque CC de, Nóbrega MML da, Garcia TR. Termos da linguagem de enfermagem identificados em registros de uma UTI neonatal. Rev. Eletr. Enferm. [Internet]. 31º de agosto de 2009 [citado 25º de maio de 2022];8(3). Disponível em: https://revistas.ufg.br/fen/article/view/7072

Edição

Seção

Artigo Original