Canção instrutiva no cuidado de enfermagem a crianças hospitalizadas no preparo para punção venosa

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/ree.v23.64876

Palavras-chave:

Música, Cuidados de Enfermagem, Enfermagem Pediátrica, Criança Hospitalizada, Tecnologia Educacional

Resumo

Objetivo: Verificar o comportamento da criança na punção venosa com intervenção musical usando uma canção instrutiva. Método: Estudo caso-controle; incluídas crianças de 4 a 11 anos. A coleta foi realizada pela ficha sociodemográfica, abordagem com canção instrutiva apresentada ao vivo, beira leito, e avaliação da escala de observação de distresse comportamental. As variáveis foram analisadas com Teste-T de Student, Qui-quadrado e Exato de Fisher. Todas as análises foram realizadas no programa Data Analysis and Statistical Software (STATA®), versão 14,0, com nível de significância de 5%. Resultados: A utilização da música favoreceu a diminuição da variável gritar (p=0,049). A busca por suporte emocional foi maior sem o uso da música (p=0,019). De modo geral, a canção reduziu os comportamentos concorrentes. Conclusão: A interação entre a criança e a canção repercutiu um cuidado instrucional sensível e adaptável ao mundo infantil, revelando-se uma tecnologia para a enfermagem pediátrica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Tamara dos Santos da Costa, Universidade Federal do Maranhão

Universidade Federal do Maranhão (UFMA) – São Luís (MA), Brasil. E-mail: tamaracosta38@gmail.com.

Camila Evangelista Carnib Nascimento, Universidade Federal do Maranhão

Universidade Federal do Maranhão (UFMA) – São Luís (MA), Brasil. E-mail: camila.carnib@ufma.br.

Leonel Lucas Smith de Mesquita, Universidade Federal do Maranhão

Universidade Federal do Maranhão (UFMA) – São Luís (MA), Brasil. E-mail: leonel.smith@ufma.br.

Eremita Val Rafael, Universidade Federal do Maranhão

Universidade Federal do Maranhão (UFMA) – São Luís (MA), Brasil. E-mail: eremita.rafael@ufma.br.

Leidiane Silva Pereira , Universidade Federal do Maranhão

Universidade Federal do Maranhão (UFMA) – São Luís (MA), Brasil. E-mail: eremita.rafael@ufma.br.

Ingrid Loyane Bezerra Balata, Universidade Federal do Maranhão

Universidade Federal do Maranhão (UFMA) – São Luís (MA), Brasil. E-mail: ingridbalata19@gmail.com.

Referências

Ravelli APX, Motta MGC. O lúdico e o desenvolvimento infantil: um enfoque na música e no cuidado de enfermagem. Rev Bras Enferm [Internet]. 2005 [acesso em: 18 dez. 2018];58(5):611–3. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0034-71672005000500021.

Silva KG, Taets GGC, Bergold LB. A utilização da musica em uma unidade pediátrica: contribuindo para a humanização hospitalar. Rev Enferm UERJ [Internet]. 2017 [acesso em: 18 dez. 2018];25:e26265. Disponível em: http://dx.doi.org/10.12957/reuerj.2017.26265.

Gadelha YA, Menezes IN. Estratégias lúdicas na relação terapêutica com crianças na terapia comportamental. Univ Ciên Saúde [Internet]. 2004 [acesso em: 12 nov. 2018]; 2(1):57–68. Disponível em: http://dx.doi.org/10.5102/ucs.v2i1.523.

Angerami-Camon VA, Chiattone HBC, Meleti MR. A Psicologia no hospital. São Paulo: Pioneira Thomson Learning; 2003. A criança e a hospitalização; p. 23–100.

Schmitz SM, Piccoli M, Viera CS. A utilização do brinquedo terapêutico na visita pré-operatória de enfermagem à criança. Rev Eletr Enferm [Internet]. 2003 [acesso em: 23 nov. 2018];5(2):14-23 Disponível em: https://doi.org/10.5216/ree.v5i2.785.

Ferreira CCM, Remedi PP, Lima RAG. A música como recurso no cuidado à criança hospitalizada: uma intervenção possível?. Rev Bras Enferm [Internet]. 2006 set-out [acesso em: 18 dez. 2018];59(5):689– 93. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0034-71672006000500018.

Conselho Federal de Enfermagem (BR). Resolução no 546, de 09 de maio de 2017. Atualiza norma para utilização da técnica do Brinquedo/Brinquedo Terapêutico pela Equipe de Enfermagem na assistência à criança hospitalizada. Brasília; 2017 [acesso em: 15 dez. 2018]. Disponível em: https://www.in.gov.br/materia/-/asset_publisher/Kujrw0TZC2Mb/content/id/20219144/do1-2017-05-17-resolucao-n-546-de-9-de-maio-de-2017-20219131.

Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (BR). Resolução no 41, de 13 de outubro de 1995. Aprova na íntegra o texto oriundo da Sociedade Brasileira de Pediatria, relativo aos Direitos da Criança e do Adolescente Hospitalizados, cujo teor anexa-se ao presente ato. Brasília; 1995 [acesso em: 13 dez. 2018]. Disponível em: http://www.mpdft.mp.br/portal/pdf/unidades/promotorias/pdij/Legislacao%20e%20Jurisprudencia/Res_41_95_Conanda.pdf.

Gomes AVO, Nascimento MAL, Christoffel MM, Antunes JCP, Araújo MC, Cardim MG. Punção venosa pediátrica: uma análise crítica a partir da experiência do cuidar em enfermagem. Enfermería Global [Internet]. 2011 [acesso em: 23 abr. 2019];10(3):287–97. Disponível em: https://doi.org/10.6018/eglobal.10.3.131991.

Leite TMC, Vergílio MSTG, Silva EM. Processo de trabalho do enfermeiro pediatra: uma realidade a ser transformada. Rev Rene [Internet]. 2017 [acesso em: 23 abr. 2019];18(1):26–34. Disponível em: https://doi.org/10.15253/2175-6783.2017000100005.

Costa Jr., AL. Análise de comportamentos de crianças expostas à punção venosa para quimioterapia [doutorado]. Brasília, DF: Universidade de Brasília; 2001.

Robb SL, Hanson-Abromeit D, May L, Hernandez- Ruiz E, Allison M, Beloat A, et al. Reporting quality of music intervention research in healthcare: a systematic review. Complement Ther Med [Internet]. 2018 [acesso em: 23 abr. 2019];38:24–41. Disponível em: https://doi.org/10.1016/j.ctim.2018.02.008.

Leinig CE. A música e a ciência se encontram: um estudo integrado entre a música, a ciência e a musicoterapia. Curitiba: Juruá; 2009.

Oliveira FPS, Ferreira EAP, Novaes VR, Lima JS. Análise do comportamento de crianças vítimas de queimaduras expostas a curativo sem sedação em enfermaria. Rev Bras Crescimento Desenvolvimento Hum. 2009;19(3):369– 82. https://doi.org/10.7322/jhgd.19925.

Piaget J. Biologia e conhecimento. 2nd ed. Petrópolis: Vozes; 1996.

Leonarde AMP. O “grito” no contexto hospitalar. Rev. SBPH [Internet]. 2008 [acesso em: 11 set. 2019];11(2):41–50. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/pdf/rsbph/v11n2/v11n2a05.pdf.

Bittencourt WS, Salício MA, Pinheiro SF, Lell D. O efeito da música clássica no alívio da dor de crianças com câncer. UNICiências [Internet]. 2010 [acesso em: 11 out. 2019];14(1):95–111. Disponível em: https://doi.org/10.17921/1415-5141.2010V14N1P%P.

Sekeff ML. Música, estética de subjetivação: tema com variações. São Paulo: Annablume; 2009.

Betti LCN, Silva DF, Almeida FF. A importância da música para o desenvolvimento da criança. Revista Interação [Internet]. 2013 [acesso em: 11 out. 2019];8(2). Disponível em: https://docplayer.com.br/4224486-A-importancia-da-musica-para-o-desenvolvimento-cognitivo-da-crianca.html.

Zanettini A, Souza JB, Franceschi VE, Finger D, Gomes A, Santos MS. Quem canta seus males espanta: um relato de experiência sobre o uso da música como ferramenta de atuação na promoção da saúde da criança. Revista Mineira de Enfermagem [Internet]. 2015 [acesso em: 12 out. 2019];19(4):1060–9. Disponível em: http://www.dx.doi.org/10.5935/1415-2762.20150079.

Freitas BHBM, Voltani SSAA. Brinquedo terapêutico em serviço de urgência e emergência pediátrica: revisão integrativa de literatura. Cogitare Enferm [Internet]. 2016 [acesso em: 12 out. 2019];21(1):1–8. Disponível em: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v21i4.40728.

Valverde DLD. O suporte psicológico e a criança hospitalizada: o impacto da hospitalização na criança e em seus familiares [trabalho de conclusão de curso]. Feira de Santana: 2011 [acesso em: 12 out. 2019]. Disponível em: https://www.psicologia.pt/artigos/textos/TL0229.pdf.

Alves LRB, Moura AS, Melo MC, Moura FC, Brito PD, Moura LC. A criança hospitalizada e a ludicidade. REME – Rev Min Enferm [Internet]. 2019 [acesso em: 12 out. 2019];23(1):e–1193. Disponível em: http://dx.doi.org/10.5935/1415-2762.20190041.

Publicado

07-10-2021

Como Citar

1.
Costa T dos S da, Nascimento CEC, Mesquita LLS de, Rafael EV, Pereira LS, Loyane Bezerra Balata I. Canção instrutiva no cuidado de enfermagem a crianças hospitalizadas no preparo para punção venosa. Rev. Eletr. Enferm. [Internet]. 7º de outubro de 2021 [citado 17º de outubro de 2021];23. Disponível em: https://revistas.ufg.br/fen/article/view/64876

Edição

Seção

Artigo Original