A história de vida focal e suas potencialidades na pesquisa em saúde e em enfermagem

Autores

  • Roseney Bellato Universidade Federal de Mato Grosso
  • Laura Filomena Santos de Araújo Universidade Federal de Mato Grosso
  • Ana Paula Silva de Faria Universidade Federal de Mato Grosso
  • Elizabeth Jeanne Fernandes Santos Universidade Federal de Mato Grosso
  • Phaedra Castro Universidade Federal de Mato Grosso
  • Solange Pires Salomé de Souza Universidade Federal de Mato Grosso
  • Sonia Ayako Tao Maruyama Universidade Federal de Mato Grosso

DOI:

https://doi.org/10.5216/ree.v10.46717

Palavras-chave:

Pesquisa em enfermagem, Pesquisa sobre serviços de saúde, Entrevista, Narrativas pessoais.

Resumo

Este relato tem por objetivo apresentar nossa experiência na utilização da História de Vida Focal como abordagem metodológica em pesquisa que buscou apreender o impacto da experiência de adoecimento e da busca do cuidado por usuários do Sistema Único de Saúde, apontando suas potencialidades na pesquisa em saúde e enfermagem e na prática avaliativa de serviços de saúde. A riqueza das narrativas fez emergir a subjetividade dos usuários, as interpretações e sentidos que os mesmos vão tecendo neste processo, possibilitando uma compreensão profunda dessa vivência que outras abordagens metodológicas dificilmente ofereceriam. Por permitir a composição dos Itinerários Terapêuticos empreendidos pelos usuários ao buscar a resolutividade para suas necessidades de saúde, a História de vida Focal demonstra grande potencialidade como estratégia metodológica privilegiada na prática avaliativa do cuidado em saúde na perspectiva de quem vivencia o adoecimento e a busca por cuidado, ou seja, o usuário e sua família.


Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Roseney Bellato, Universidade Federal de Mato Grosso

Doutora em Enfermagem pela Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto - USP. Docente da Faculdade de Enfermagem (FAEN) da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). Coordenadora do Grupo de Pesquisa “Enfermagem, Saúde e Cidadania” (GPESC). E-mail: roseney@terra.com.br.


Laura Filomena Santos de Araújo, Universidade Federal de Mato Grosso

Doutora em Enfermagem pela Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto - USP. Docente FAEN/UFMT. Coordenadora do Grupo de Pesquisa “Gestão do Conhecimento Pluridisciplinar para o Trabalho em Saúde” (GEPLUS). E-mail: laurafil1@yahoo.com.br.


Ana Paula Silva de Faria, Universidade Federal de Mato Grosso

Enfermeira. Mestranda em Enfermagem pela FAEN/UFMT, membro do Grupo de Pesquisa em Enfermagem, Saúde e Cidadania - GPESC/ UFMT. E-mail:apaula.faria@gmail.com.


Elizabeth Jeanne Fernandes Santos, Universidade Federal de Mato Grosso

Enfermeira. Mestranda em Enfermagem pela FAEN/UFMT, bolsista do CNPq, membro do Grupo de Pesquisa em Enfermagem, Saúde e Cidadania - GPESC/ UFMT. E-mail: beth.mt@ig.com.br.


Phaedra Castro, Universidade Federal de Mato Grosso

Enfermeira. Mestranda em Enfermagem pela FAEN/UFMT, bolsista do CNPq, membro do Grupo de Pesquisa em Enfermagem, Saúde e Cidadania - GPESC/ UFMT. E-mail: phaedracastro@yahoo.com.br.

Solange Pires Salomé de Souza, Universidade Federal de Mato Grosso

Enfermeira. Doutora em Enfermagem pela Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto – USP. Docente da FAEN/UFMT. Membro do Grupo de Pesquisa GPESC. E-mail: solps@terra.com.br.

Sonia Ayako Tao Maruyama, Universidade Federal de Mato Grosso

Enfermeira. Doutora em Enfermagem pela Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto – USP. Docente da FAEN/UFMT. Membro do Grupo de Pesquisa GPESC. E-mail: soniayako@uol.com.br.

Downloads

Publicado

04/05/2017

Como Citar

1.
Bellato R, Araújo LFS de, Faria APS de, Santos EJF, Castro P, Souza SPS de, Maruyama SAT. A história de vida focal e suas potencialidades na pesquisa em saúde e em enfermagem. Rev. Eletr. Enferm. [Internet]. 4º de maio de 2017 [citado 27º de maio de 2022];10(3). Disponível em: https://revistas.ufg.br/fen/article/view/46717

Edição

Seção

Artigo de Atualização