Correlação entre cardiopatias hipertensivas e aterosclerose na artéria aorta

Autores

  • Pedro Paulo de Mattos Moreno Instituto Dante Pazzanese
  • Mara Lúcia Fonseca Ferraz Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde Geral
  • Maria Helena Soares Universidade Federal do Triângulo Mineiro
  • Vicente de Paula Antunes Teixeira Universidade Federal do Triângulo Mineiro
  • Fernanda Rodrigues Helmo Universidade Federal do Triângulo Mineiro
  • Rosana Rosa Miranda Corrêa Universidade Federal do Triângulo Mineiro

DOI:

https://doi.org/10.5216/ree.v19.40655

Palavras-chave:

Aterosclerose. Cardiopatias. Hipertensão Arterial

Resumo

A hipertensão arterial sistêmica é uma doença multifatorial, comportando-se como fator desencadeador das doenças cardiovasculares e da aterosclerose. O objetivo foi descrever a associação de idade, gênero, cor da pele e o grau de aterosclerose na artéria aorta na cardiopatia hipertensiva em indivíduos autopsiados. Foram avaliados 34 seguimentos de artérias aortas abdominais de indivíduos autopsiados com cardiopatia hipertensiva (20) e sem cardiopatia hipertensiva (14). A idade, gênero, cor da pele e causa de morte foram coletadas do laudo de autopsia, a quantificação da intensidade de aterosclerose e o grau de aterosclerose através de escala padronizada. Neste estudo, a causa de morte e a intensidade da aterosclerose apresentaram associação significativa com a cardiopatia hipertensiva; houve prevalência de placas de ateroma de maior extensão entre os indivíduos com esta entidade. Desse modo, a aterosclerose deve ser investigada em indivíduos com cardiopatia hipertensiva visando prevenir graves repercussões, que podem culminar com o óbito.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Pedro Paulo de Mattos Moreno, Instituto Dante Pazzanese

Enfermeiro. Residente em Enfermagem Cardiovascular do Instituto Dante Pazzanese. São Paulo, SP, Brasil. E-mail: pedropaulommoreno@hotmail.com.

Mara Lúcia Fonseca Ferraz, Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde Geral

Bióloga, Doutora em Patologia. Professora do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde Geral da Universidade Federal do Triângulo Mineiro. Uberaba, MG, Brasil. E-mail: mara@patge.uftm.edu.br.

Maria Helena Soares, Universidade Federal do Triângulo Mineiro

Bióloga, Mestre Patologia Básica e Experimental. Técnica em anatomia e necropsia da Universidade Federal do Triângulo Mineiro. Uberaba, MG, Brasil. E-mail: mhmais@hotmail.com.

Vicente de Paula Antunes Teixeira, Universidade Federal do Triângulo Mineiro

Médico, Doutor em Patologia. Professor Titular da Universidade Federal do Triângulo Mineiro. Uberaba, MG, Brasil. E-mail: vicente@patge.uftm.edu.br.

Fernanda Rodrigues Helmo, Universidade Federal do Triângulo Mineiro

Enfermeira, Mestre em Patologia. Discente do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde Geral, nível Doutorado, da Universidade Federal do Triângulo Mineiro. Uberaba, MG, Brasil. E-mail: fernandahelmo@gmail.com.

Rosana Rosa Miranda Corrêa, Universidade Federal do Triângulo Mineiro

Enfermeira, Doutora em Patologia. Professora Adjunta da Universidade Federal do Triângulo Mineiro. Uberaba, MG, Brasil. E-mail: rosana.correa@uftm.edu.br.

Publicado

31-12-2017

Como Citar

1.
Moreno PP de M, Ferraz MLF, Soares MH, Antunes Teixeira V de P, Helmo FR, Corrêa RRM. Correlação entre cardiopatias hipertensivas e aterosclerose na artéria aorta. Rev. Eletr. Enferm. [Internet]. 31º de dezembro de 2017 [citado 7º de dezembro de 2021];19. Disponível em: https://revistas.ufg.br/fen/article/view/40655

Edição

Seção

Artigo Original