Estressores e coping: enfermeiros de uma unidade de emergência hospitalar

Autores

  • Miriane Melo Silveira
  • Eniva Miladi Fernandes Stumm Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul
  • Rosane Maria Kirchner Universidade Federal do Pampa

DOI:

https://doi.org/10.5216/ree.v11i4.33243

Palavras-chave:

Estresse, Enfermeiros, Serviço Hospitalar de Emergência

Resumo

O trabalho em Emergência é estressante, daí a importância de estratégias de coping para manutenção da saúde e qualidade da assistência. O estudo busca identificar estressores vivenciados por enfermeiros que atuam em uma Emergência de um hospital geral, mecanismos de coping, bem como repercussões na assistência. Pesquisa transversal, quantitativa, analítica, na Emergência do Hospital Mãe de Deus, em Porto Alegre/RS, em 2007, com 19 enfermeiros. Os instrumentos de coleta de dados foram “Inventário de Estresse em Enfermeiros”, duas questões abertas e dados sociodemográficos. Maioria é mulher, especialista, 30-45 anos, 47,4% possuem filhos, 47% atuam de 10-15 anos na profissão e 68% trabalham com exclusividade. Eles convivem com inúmeros estressores, a análise das categorias do IEE mostra pequena variabilidade nos escores. Quanto às interferências dos estressores na assistência, destacam-se: demanda, afastamento da assistência, urgência de tempo, dentre outras. Quanto ao coping, são classificadas em estratégias no trabalho e fora dele. As primeiras incluem diálogo, empatia, ajuda mútua e resolução de conflitos. As estratégias fora do trabalho incluem lazer, meditação, relaxamento, estar com a família e valorizar a vida. O gerenciamento do estresse ocupacional pode repercutir em melhora do desempenho dos enfermeiros, com preservação da saúde e ampliação da qualidade da assistência.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Miriane Melo Silveira

Enfermeira. Ijuí, RS. E-mail: miriane_silveira@hotmail.com.

Eniva Miladi Fernandes Stumm, Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul

Enfermeira. Mestre em Administração. Docente da UNIJUÍ. Ijuí, RS. E-mail: eniva@unijui.edu.br.

Rosane Maria Kirchner, Universidade Federal do Pampa

Doutora em Engenharia Elétrica. Docente da Universidade Federal do Pampa. São Gabriel, RS. E-mail: rosanek@smail.ufsm.br.

Downloads

Publicado

31/12/2009

Como Citar

1.
Silveira MM, Stumm EMF, Kirchner RM. Estressores e coping: enfermeiros de uma unidade de emergência hospitalar. Rev. Eletr. Enferm. [Internet]. 31º de dezembro de 2009 [citado 27º de maio de 2022];11(4):894-903. Disponível em: https://revistas.ufg.br/fen/article/view/33243

Edição

Seção

Artigo Original