Realização do approach de tenistas infantojuvenis em situações de treino: análise da tomada de decisão em cenários críticos de jogo

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/rpp.v25.73326

Palavras-chave:

Tênis, Tomada de decisão, Approach

Resumo

O presente estudo objetivou analisar a realização das ações de approach, subida à rede, e voleio em um cenário crítico durante situação de treino. Dezessete atletas foram analisados durante jogos tie-break de até 10 pontos, totalizando 696 trocas de bolas, das quais 137 possibilitaram o approach. Foram utilizadas oito categorias de observação para avaliar a tomada de decisão, o ajuste e a eficácia das ações. Nossos dados evidenciam que os jovens tenistas analisados utilizaram o approach em 9,5% das situações favoráveis, conseguindo, em 53,8% dos cenários críticos, efetivar a ação tática. Sugere-se que os treinadores enfatizem cenários críticos em seus treinos para estimular a leitura da situação de jogo de seus atletas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Thiago Viana Ruschel, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil thiago.ruschel@hotmail.com

Mestrando em Ciências do Movimento Humano da Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Lorenzo Iop Laporta, Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brasil laporta.lorenzo@ufsm.br

Professor adjunto da Universidade Federal de Santa Maria

Thiago José Leonardi, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil thiago.leonardi@ufrgs.br

Professor Adjunto da Escola Superior de Educação Física, Fisioterapia e Dança da UNiversidade Federal do Rio Grande do Sul (ESEFID/UFRGS). Doutor em Educação Física pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP).

Downloads

Publicado

2022-10-31

Como Citar

VIANA RUSCHEL, T.; IOP LAPORTA, L.; LEONARDI, T. J. Realização do approach de tenistas infantojuvenis em situações de treino: análise da tomada de decisão em cenários críticos de jogo. Pensar a Prática, Goiânia, v. 25, 2022. DOI: 10.5216/rpp.v25.73326. Disponível em: https://revistas.ufg.br/fef/article/view/73326. Acesso em: 20 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos Originais