Influência da privação visual no desempenho do teste de 10RM em homens treinados

Autores

  • Krystal Peres Alonso Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil, Krika_kry@hotmail.com
  • Gabriel Paz Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil, gabriel.andrade.paz@gmail.com

DOI:

https://doi.org/10.5216/rpp.v23.56407

Palavras-chave:

Treinamento de resistência, Retroalimentação sensorial, Força muscular.

Resumo

O objetivo do estudo foi avaliar e comparar a carga deslocada no teste de 10 RM sob as condições com e sem a privação visual. A amostra foi composta por 13 homens treinados em força (idade 27,7 ±3 anos). Foram realizadas quatro sessões para teste e reteste de 10 RM nos exercícios: Supino horizontal (SH) e Hack Machine (HM).  Para a análise estatística, foi utilizado o test T pareado para comparar os resultados obtidos. Como resultado obtivemos que a carga deslocada com privação visual (PV) no (SH) foi de 150 kg e sem privação (SPV) foi de 135 kg e para o HM  CPV a carga foi de 54 kg e SPV 48 kg. Com base nos resultados apresentados, conclui-se que a carga deslocada CPV foi significativamente maior do que com a visualização das cargas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Krystal Peres Alonso, Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil, Krika_kry@hotmail.com

Profissional de educação física

Gabriel Paz, Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil, gabriel.andrade.paz@gmail.com

Doutor em Educação Física pela Universidade Federal do Rio de Janeiro; Mestre em Educação Física pela Universidade Federal do Rio de Janeiro; Especialista em Musculação e Treinamento de Força pela Universidade Federal do Rio de Janeiro; Graduado (Licenciatura e Bacharelado) em Educação Física pela Universidade Castelo Branco (RJ). Docente no curso de Educação Física das Faculdades São José. Professor do Curso de Pós-Graduação Lacto-Sensu em Musculação e Treinamento de Força (EEFD-UFRJ) nas disciplinas: Metodologia da Pesquisa, Cinesiologia Aplicada, Treinamento e Desporto e Biomecânica; Diretor Técnico do Instituto Biodesp. Pesquisador do Laboratório de Treinamento de Força da Universidade Federal do Rio de Janeiro e Grupo de Pesquisas em Cinesiologia Aplicada ao Treinamento de Força das Faculdades São José. Tem experiência na área de Educação Física, com ênfase em preparação Física para o alto rendimento (Taekwondo), treinamento personalizado e no desenvolvimento de pesquisas científicas, atuando principalmente nos seguintes temas: Eletromiografia, Cinemática, Treinamento de Força e Cinesiologia aplicada ao Esporte

Downloads

Publicado

21-12-2020

Como Citar

Alonso, K. P., & Paz, G. (2020). Influência da privação visual no desempenho do teste de 10RM em homens treinados. Pensar a Prática, 23. https://doi.org/10.5216/rpp.v23.56407

Edição

Seção

Artigos Originais