JUVENTUDES E MEDIDA SOCIOEDUCATIVA: O OLHAR DOS AGENTES PEDAGÓGICOS SOBRE AS PRÁTICAS DE LAZER

Autores

  • Dayane Ferraz Lacerda Trentin Universidade Estadual de Campinas
  • Bruno Modesto Silvestre Universidade Estadual de Campinas
  • Sílvia Cristina Franco Amaral Universidade Estadual de Campinas.

DOI:

https://doi.org/10.5216/rpp.v21i4.50848

Palavras-chave:

Lazer, Juventude, Medida Socioeducativa.

Resumo

Esta pesquisa teve por objetivo investigar qual a perspectiva dos agentes pedagógicos sobre as práticas de lazer de adolescentes em cumprimento de medida socioeducativa na cidade de Campinas – SP. Para tal, baseou-se na análise de documentos relacionados ao Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo e na realização de entrevistas semiestruturadas com agentes pedagógicos envolvidos nesse âmbito. Os dados foram relacionados entre si com a finalidade de se apreender como a legislação e o campo prático interagem e se influenciam. Foi possível identificar a existência de práticas de lazer no contexto das medidas socioeducativas e concepções de lazer voltadas à prática da liberdade. Todavia averiguou-se que essas práticas são permeadas por concepções funcionalistas de lazer. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Dayane Ferraz Lacerda Trentin, Universidade Estadual de Campinas

Possui graduação em Educação Física (2018) pela Universidade Estadual de Campinas. 

Currículo lattes: http://lattes.cnpq.br/3621361410648670

Bruno Modesto Silvestre, Universidade Estadual de Campinas

Possui graduação em Educação Física (2012) e Mestrado em Educação Física (2016) pela pela Universidade Estadual de Campinas.

Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/4930064350445706

Sílvia Cristina Franco Amaral, Universidade Estadual de Campinas.

Possui graduação em Educação Física pela Graduação em Educação Física pela Universidade Federal de Santa Maria (1989), mestrado em Ciência do Movimento Humano pela Universidade Federal de Santa Maria (1995), doutorado em Educação Física pela Universidade Estadual de Campinas (2003), Livre-docência pela Faculdade de Educação Física da UNICAMP (2011) e pós-doutorado na Universidade de Barcelona no departamento de Geografia Humana. É docente MS5.2 da Faculdade de Educação Física, chefe do Departamento de Educação Física e Humanidades da Universidade Estadual de Campinas atuando na graduação e na pós-graduação.

Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/6047872599542482

Downloads

Publicado

2018-12-27

Como Citar

TRENTIN, D. F. L.; SILVESTRE, B. M.; AMARAL, S. C. F. JUVENTUDES E MEDIDA SOCIOEDUCATIVA: O OLHAR DOS AGENTES PEDAGÓGICOS SOBRE AS PRÁTICAS DE LAZER. Pensar a Prática, Goiânia, v. 21, n. 4, 2018. DOI: 10.5216/rpp.v21i4.50848. Disponível em: https://revistas.ufg.br/fef/article/view/50848. Acesso em: 10 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos Originais