GINÁSTICA PARA MULHERES NO INSTITUTO DE CULTURA FÍSICA (1928-1937): PRIMANDO PELA GRAÇA E BELEZA

Autores

  • Mônica Fagundes Dantas Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Janice Zarpellon Mazo Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Carolina Dias Universidade Federal do Rio Grande do Sul

DOI:

https://doi.org/10.5216/rpp.v21i1.41343

Palavras-chave:

Dança, Educação Física, Ginástica, Mulheres

Resumo

O objetivo deste estudo é investigar como se sucedeu a difusão da Ginástica em Porto Alegre, tendo como principal cenário o Instituto de Cultura Física (ICF). Como o ICF foi uma instituição que oferecia atividades ao público feminino, busca-se delinear as concepções de feminilidade subjacentes aos métodos ginásticos ensinados no ICF. Amparado nos horizontes teórico-metodológicos da história cultural, propõe-se uma versão da história do ICF elaborada a partir de fragmentos da memória  social registrados nos jornais e documentos da época. No período de 1928 a 1937, alicerçado nos discursos eugenistas e higienistas, o ICF propiciou o desenvolvimento de uma cultura física e artística que atendia aos ideais da mulher burguesa e moderna: saudável, graciosa, feminina.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mônica Fagundes Dantas, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Professora Adjunto do Departamento de Educação Física da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Doutora em Estudos e Práticas Artísticas pela Université du Québec à Montréal/Canadá.

http://lattes.cnpq.br/0332056210980546

Janice Zarpellon Mazo, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Professora Associado do Departamento de Educação Física da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Doutora em Ciências do Desporto pela Universidade do Porto/Portugal.

http://lattes.cnpq.br/7818878255873591

Carolina Dias, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Mestre em Ciências do Movimento Humano pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

http://lattes.cnpq.br/8342597020946504

Downloads

Publicado

2018-03-29

Como Citar

DANTAS, M. F.; MAZO, J. Z.; DIAS, C. GINÁSTICA PARA MULHERES NO INSTITUTO DE CULTURA FÍSICA (1928-1937): PRIMANDO PELA GRAÇA E BELEZA. Pensar a Prática, Goiânia, v. 21, n. 1, 2018. DOI: 10.5216/rpp.v21i1.41343. Disponível em: https://revistas.ufg.br/fef/article/view/41343. Acesso em: 29 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos Originais