AS POLÍTICAS PÚBLICAS DE LAZER E ESPORTE NO MUNICÍPIO DE ARUANÃ - GO

Autores

  • Oromar Augusto dos Santos Nascimento Universidade de Brasília
  • Ari Lazzarotti Filho Universidade Federal de Goiás
  • Humberto Luis de Deus Inácio Universidade Federal de Goiás

DOI:

https://doi.org/10.5216/rpp.v18i4.38484

Palavras-chave:

Políticas Públicas, Lazer, Esporte, Aruanã

Resumo

Esta pesquisa teve como objetivo investigar as políticas públicas de lazer e esporte no município de Aruanã – GO, destinadas aos seus moradores. Os instrumentos para a coleta de dados foram um roteiro de entrevista semi estruturada (adaptado de INÁCIO, 2007) com representantes da Gestão Municipal, a observação sistematizada e registro de imagens dos espaços e equipamentos de lazer e esporte. Os resultados apontaram o esporte como conteúdo predominante do lazer presente nas políticas públicas, bem como o futebol como modalidade hegemônica, e que as ações voltadas aos moradores são reduzidas se comparadas às ações voltadas aos turistas. Concluímos que o lazer do cidadão encontra-se em condição de desvantagem em relação às políticas públicas voltadas para a demanda turística.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Oromar Augusto dos Santos Nascimento, Universidade de Brasília

Mestrando do Programa de Pós Graduação em Educação Física da Universidade de Brasília (UNB). Licenciado em Educação Física pela Universidade Federal de Goiás em Goiânia.

Ari Lazzarotti Filho, Universidade Federal de Goiás

Doutor em Educação Física, professor da Faculdade de Educação Física e Dança da Universidade Federal de Goiás.

Humberto Luis de Deus Inácio, Universidade Federal de Goiás

Doutor em Sociologia Política, professor da Faculdade de Educação Física e Dança da Universidade Federal de Goiás.

Downloads

Publicado

2015-12-18

Como Citar

NASCIMENTO, O. A. dos S.; LAZZAROTTI FILHO, A.; INÁCIO, H. L. de D. AS POLÍTICAS PÚBLICAS DE LAZER E ESPORTE NO MUNICÍPIO DE ARUANÃ - GO. Pensar a Prática, Goiânia, v. 18, n. 4, 2015. DOI: 10.5216/rpp.v18i4.38484. Disponível em: https://revistas.ufg.br/fef/article/view/38484. Acesso em: 28 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigos Originais