PREVALÊNCIA DE DOR NAS COSTAS E FATORES ASSOCIADOS EM ESCOLARES DO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO DE UMA ESCOLA ESTADUAL DE GRAVATAÍ/RS

Autores

  • Silvia Elizandra Bitello Nunes Universidade do Vale do Rio dos Sinos
  • Tássia Silveira Furlanetto Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Bruna Nichele da Rosa Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Matias Noll Instituto Federal Goiano, Campus Ceres
  • Cláudia Tarragô Candotti Universidade Federal do Rio Grande do Sul

DOI:

https://doi.org/10.5216/rpp.v19i1.35811

Palavras-chave:

dor nas costas, fatores de risco, saúde escolar

Resumo

Objetivo: Verificar a prevalência de dor nas costas em escolares do Ensino Fundamental e Médio da cidade de Gravataí, Brasil, bem como verificar se a dor está associada com fatores demográficos (idade e sexo), comportamentais (hábitos de vida diários) e hereditários (ocorrência de dor nas costas nos pais). Metodologia: 321 escolares de 10 a 17 anos responderam o questionário BackPEI. Resultados: A partir de análise multivariável, a dor nas costas está associada (p<0,05) com: idade, com maior prevalência aos 16, 17 e 18 anos; postura inadequada ao sentar; e dor nas costas nos pais. Conclusão: A prevalência de dor nas costas dos escolares foi de 54,6%, o que sugere a necessidade de ações destinadas à prevenção e promoção, através de programas de educação em saúde para os escolares.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2016-03-31

Como Citar

BITELLO NUNES, S. E.; FURLANETTO, T. S.; DA ROSA, B. N.; NOLL, M.; CANDOTTI, C. T. PREVALÊNCIA DE DOR NAS COSTAS E FATORES ASSOCIADOS EM ESCOLARES DO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO DE UMA ESCOLA ESTADUAL DE GRAVATAÍ/RS. Pensar a Prática, Goiânia, v. 19, n. 1, 2016. DOI: 10.5216/rpp.v19i1.35811. Disponível em: https://revistas.ufg.br/fef/article/view/35811. Acesso em: 15 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigos Originais