A INFLUÊNCIA DOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE SOBRE A PRÁTICA DE ATIVIDADE FÍSICA NO LAZER EM GESTANTES

Autores

  • Simone Cristina Scarpa Romero Escola de Educação Física e Esporte Universidade de São Paulo
  • Carolina Harumi Kurashima Escola de Educação Física e Esporte Universidade de São Paulo
  • Alexandre Romero Escola de Artes, Ciência e Humanidades da Universidade de São Paulo.
  • Monica Yuri Takito Escola de Educação Física e Esporte Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.5216/rpp.v18i3.33741

Palavras-chave:

Gestante, Atividade Física, Recomendação, Profissional de Saúde.

Resumo

O objetivo do presente estudo é analisar a associação entre as recomendações recebidas durante o atendimento pré-natal com a prática de atividade física na gestação. Trata-se de um estudo transversal com 290 puérperas. Apenas 9% das mulheres atingiam a recomendação (?150 minutos) de atividade física semanal para manutenção da saúde e 18% praticaram alguma atividade física no lazer (AFL)/exercício físico na gestação. A prática de atividade física anterior à gestação estava associada ao nível de AFL. Adicionalmente, a percepção da presença de recomendação do profissional para a prática de AFL no pré-natal triplicou a chance da mulher ser ativa, ainda que não suficientemente ativa. Ações junto aos profissionais de saúde podem promover modificações no nível de AFL durante a gestação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2015-09-29

Como Citar

ROMERO, S. C. S.; KURASHIMA, C. H.; ROMERO, A.; TAKITO, M. Y. A INFLUÊNCIA DOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE SOBRE A PRÁTICA DE ATIVIDADE FÍSICA NO LAZER EM GESTANTES. Pensar a Prática, Goiânia, v. 18, n. 3, 2015. DOI: 10.5216/rpp.v18i3.33741. Disponível em: https://revistas.ufg.br/fef/article/view/33741. Acesso em: 12 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos Originais