PAPEL DA ESCOLA E DA EDUCAÇÃO FÍSICA NO CONTROLE DA OBESIDADE INFANTIL NA PERCEPÇÃO DE ACADÊMICOS DE EDUCAÇÃO FÍSICA

Autores

  • Jairo Antônio Paixão Universidade Federal de Ouro Preto, MG
  • Maria Teresa Sudário Rocha Universidade Federal de Ouro Preto, MG

DOI:

https://doi.org/10.5216/rpp.v18i2.33284

Palavras-chave:

Obesidade. Infância. Escola. Educação Física

Resumo

Foi analisado o papel da escola e da Educação Física no controle da obesidade infantil na percepção de acadêmicos de licenciatura em Educação Física. A amostra foi constituída por 100 sujeitos de ambos os sexos que se encontravam no último ano do curso. Foram empregados os questionários Perceptions of Youth Obesity and Physical Education Questionnaire e The Antifat Attitudes Scale. Os acadêmicos reconhecem as consequências da obesidade para a saúde e qualidade de vida e apontam a escola e as aulas de Educação Física como um espaço privilegiado de intervenção para o seu controle. No entanto, os participantes da pesquisa mostraram-se avessos à possibilidade de uma conversão total da Educação Física escolar para essa finalidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jairo Antônio Paixão, Universidade Federal de Ouro Preto, MG

Pós-doutorado pela Universidade Federal de Viçosa (2012). Doutorado em Educação pela Universidad Internacional Iberoamericana (em andamento). Doutorado em Ciência do Desporto pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (2010). Especialização em Educação pela Universidade Federal de Viçosa (2005). Especialização em Orientação Educacional pelas Faculdades Integradas de Jacarepaguá (2002). Especialização em Pedagogia do Esporte pelas Faculdades Integradas AVM de Brasília (2014). Graduação em Pedagogia (Licenciatura) pela Universidade Federal de Viçosa (2002). Graduação em Educação Física (Licenciatura e Bacharelado) pela Universidade Federal de Viçosa (1997). Atualmente é professor Adjunto da Universidade Federal de Ouro Preto, MG. Professor do quadro permanente do Programa de Pós Graduação em Educação da Universidade Federal de Ouro Preto na linha de pesquisa "Instituição escolar, formação e profissão docente". Coordenador de Gestão de Processos Educacionais do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID-UFOP). Integra o Programa de Consolidação das Licenciaturas da UFOP (PRODOCÊNCIA) e o Grupo de Pesquisa Formação e profissão Docente (FOPROF). Coordena o Laboratório de Estudos Pedagógicos em Educação Física (LEPEF) no Curso de Licenciatura em Educação Física no Centro Desportivo da Universidade Federal de Ouro Preto, MG.

Maria Teresa Sudário Rocha, Universidade Federal de Ouro Preto, MG

Licenciada em Educação Física da Universidade Federal de Ouro Preto; Ex-bolsista do CNPq de Iniciação Científica no Laboratório de Estudos Pedagógicos em Educação Física (LEPEF) no Centro Desportivo da Universidade Federal de Ouro Preto, MG. Aluna do Programa de Pós-Graduação em Educação (mestrado) da Universidade Federal de Ouro Preto, MG.

Aluna de mestrado do Programa de Pós Graduação em Educação da Universidade Federal de Ouro Preto na linha de pesquisa "Instituição escolar, formação e profissão docente".

Downloads

Publicado

2015-06-30

Como Citar

PAIXÃO, J. A.; ROCHA, M. T. S. PAPEL DA ESCOLA E DA EDUCAÇÃO FÍSICA NO CONTROLE DA OBESIDADE INFANTIL NA PERCEPÇÃO DE ACADÊMICOS DE EDUCAÇÃO FÍSICA. Pensar a Prática, Goiânia, v. 18, n. 2, 2015. DOI: 10.5216/rpp.v18i2.33284. Disponível em: https://revistas.ufg.br/fef/article/view/33284. Acesso em: 18 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos Originais