SUSPENSÃO DE AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA COMO FORMA DE PUNIÇÃO: A PERCEPÇÃO DISCENTE

Autores

  • Eliana de Jesus de Paula Universidade Federal de Ouro Preto, MG
  • Jairo Antônio Paixão Universidade Federal de Ouro Preto, MG
  • Emerson Cruz Oliveira Universidade Federal de Ouro Preto, MG

DOI:

https://doi.org/10.5216/rpp.v18i2.30926

Palavras-chave:

Indisciplina escolar, Suspensão de aulas, Educação Física.

Resumo

O estudo analisou a percepção de alunos do 4º ano do ensino fundamental I que vivenciaram situações de suspensão da Educação Física em decorrência de atitude indisciplinar nas aulas de outros componentes curriculares. A partir de uma investigação de campo, descritiva e de cunho qualitativo verificou-se que os alunos demonstram desconhecimento sobre a importância da Educação Física na sua formação. Dentre os motivos destacados pelos alunos como comportamento indisciplinar destacaram “fazer bagunça”; “não fazer dever”; “esquecer os livros em casa”; e “bater no colega”. A estratégia de suspensão das aulas de Educação Física como punição se mostrou ineficaz, haja vista a grande reincidência tanto dos alunos como dos atos infracionais cometidos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eliana de Jesus de Paula, Universidade Federal de Ouro Preto, MG

Licenciada em Educação Física pela Universidade Federal de Ouro Preto, MG.

Jairo Antônio Paixão, Universidade Federal de Ouro Preto, MG

Pós-doutorado pela Universidade Federal de Viçosa (2012). Doutorado em Ciência do Desporto pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro em Portugal (2010). Especialização em Educação pela Universidade Federal de viçosa (2005). Especialização em Orientação Educacional pelas Faculdades Integradas de Jacarepaguá (2002). Graduação em Pedagogia (Licenciatura) pela Universidade Federal de Viçosa (2002). Graduação em Educação Física (Licenciatura e Bacharelado) pela Universidade Federal de Viçosa (1997). Atualmente é professor Adjunto do Centro Desportivo da Universidade de Ouro Preto, MG. Coordenador do Projeto de Estímulo a Docência - Educação Física (PIBID-PED-UFOP). Coordenador do Labaratório de Estudos Pedagógicos em Educação Física, CEDUFOP.

Emerson Cruz Oliveira, Universidade Federal de Ouro Preto, MG

Doutor em Ciências Biológicas, área de concentração: Bioquímica Metabólica e Fisiológica pela Universidade Federal de Ouro Preto (29-11-2011). Mestre em Ciências Biológicas, área de concentração: Bioquímica Estrutural e Fisiológica pela Universidade Federal de Ouro Preto (11-05-2007). Bacharel e Licenciado em Educação Física pela Universidade Federal de Viçosa (30-01-2004). Professor Adjunto na Universidade Federal de Ouro Preto, lotado no Centro Desportivo da Universidade Federal de Ouro Preto - CEDUFOP.

Downloads

Publicado

2015-07-03

Como Citar

DE PAULA, E. de J.; PAIXÃO, J. A.; OLIVEIRA, E. C. SUSPENSÃO DE AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA COMO FORMA DE PUNIÇÃO: A PERCEPÇÃO DISCENTE. Pensar a Prática, Goiânia, v. 18, n. 2, 2015. DOI: 10.5216/rpp.v18i2.30926. Disponível em: https://revistas.ufg.br/fef/article/view/30926. Acesso em: 19 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos Originais