PERFIL ANTROPOMÉTRICO DE HOMENS COM DOENÇA RENAL CRÔNICA SUBMETIDOS AO TRATAMENTO DIALÍTICO.

Autores

  • Viviane Soares Universidade Federal de goiás
  • Maria Sebastiana Silva Universidade Federal de Goias
  • Victor Queiroz dos Reis Silva
  • Marcus Fraga Vieira

DOI:

https://doi.org/10.5216/rpp.v16i3.19203

Palavras-chave:

doença renal crônica, hemodiálise, estado nutricional

Resumo

O objetivo deste estudo foi traçar o perfil antropométrico de pacientes com doença renal crônica e estabelecer relações com o tempo de hemodiálise. Foram avaliados 36 pacientes, do sexo masculino de duas clínicas de hemodiálise de Goiânia, quanto ao índice de massa corporal (IMC), prega cutânea tricipital (PCT) e circunferência muscular de braço (CMB). De acordo com o IMC, PCT e CMB, 65% dos pacientes eram eutróficos; 74% tinham excesso de tecido adiposo e 49% apresentaram déficit de tecido muscular, respectivamente. Concluindo, uma parte expressiva dos pacientes do presente estudo apresentou alterações inadequadas nos índices antropométricos e ainda foi identificada uma associação negativa entre o tempo de hemodiálise e o comprometimento do seu estado nutricional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2013-09-30

Como Citar

SOARES, V.; SILVA, M. S.; SILVA, V. Q. dos R.; VIEIRA, M. F. PERFIL ANTROPOMÉTRICO DE HOMENS COM DOENÇA RENAL CRÔNICA SUBMETIDOS AO TRATAMENTO DIALÍTICO. Pensar a Prática, Goiânia, v. 16, n. 3, 2013. DOI: 10.5216/rpp.v16i3.19203. Disponível em: https://revistas.ufg.br/fef/article/view/19203. Acesso em: 20 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos Originais