A RELAÇÃO GOVERNO FEDERAL E COMITÊ OLÍMPICO BRASILEIRO SOB ANÁLISE DA LEI 10.264/2001 (AGNELO-PIVA) NO PERÍODO DE 2005 A 2008

Autores

  • Bárbara Schausteck de Almeida Centro de Pesquisa em Esporte, Lazer e Sociedade (CEPELS) Universidade Federal do Paraná Asociación Latinoamericana de Estudios Sócio-culturales del Deporte
  • Wanderley Marchi Júnior Departamento de Educação Física/DEF Departamento de Ciências Sociais/DECISO Centro de Pesquisas em Esporte, Lazer e Sociedade/CEPELS Asociación Latinoamericana de Estudios Socioculturales del Deporte/ALESDE West Virginia University/USA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ/UFPR

DOI:

https://doi.org/10.5216/rpp.v15i3.15238

Palavras-chave:

Financiamento, Esporte olímpico, Brasil.

Resumo

Investigamos a lei conhecida por Agnelo Piva (lei nº 10.264/2001), que regulamenta o repasse de verbas das loterias federais ao Comitê Olímpico Brasileiro (COB) durante o período de 2005 a 2008, visando compreender as ações beneficiadas com esses recursos e observar a dinâmica das relações estabelecidas e que se estabelecem no campo esportivo em decorrência deles. No período observado, o COB recebeu por essa via R$ 314,9 milhões. Ao refletir sobre a criação de leis que favorecem entidades esportivas que representam o esporte de rendimento no país, salientamos a estratégia de utilização do esporte como meio de promover um sistema político ou a própria nação. Já para o COB, o governo federal é fundamental no aspecto financeiro e simbólico de apoio aos seus projetos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Bárbara Schausteck de Almeida, Centro de Pesquisa em Esporte, Lazer e Sociedade (CEPELS) Universidade Federal do Paraná Asociación Latinoamericana de Estudios Sócio-culturales del Deporte

Aluna do programa de Doutorado em Educaçao Física da Universidade Federal do Paraná (UFPR). Membro do Centro de Pesquisa em Esporte, Lazer e Sociedade (CEPELS) e da Asociación Latinoamericana de Estudios Sócio-culturales del Deporte (ALESDE).

Link para currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/3148914170682785

Wanderley Marchi Júnior, Departamento de Educação Física/DEF Departamento de Ciências Sociais/DECISO Centro de Pesquisas em Esporte, Lazer e Sociedade/CEPELS Asociación Latinoamericana de Estudios Socioculturales del Deporte/ALESDE West Virginia University/USA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ/UFPR

Professor doutor pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Professor do Departamento de Educação Física e do Departamento de Ciências Sociais da Universidade Federal do Paraná (UFPR). Professor visitante da West Virginia University (WVU).

Link para currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/5253611850382694

 

Downloads

Publicado

2012-09-24

Como Citar

ALMEIDA, B. S. de; MARCHI JÚNIOR, W. A RELAÇÃO GOVERNO FEDERAL E COMITÊ OLÍMPICO BRASILEIRO SOB ANÁLISE DA LEI 10.264/2001 (AGNELO-PIVA) NO PERÍODO DE 2005 A 2008. Pensar a Prática, Goiânia, v. 15, n. 3, 2012. DOI: 10.5216/rpp.v15i3.15238. Disponível em: https://revistas.ufg.br/fef/article/view/15238. Acesso em: 14 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos Originais