MOTIVAÇÃO PARA A PRÁTICA DE ATIVIDADES FÍSICAS DE PESSOAS AMPUTADAS

Autores

  • Simone Teresinha Meurer
  • Luciana Erina Palma Universidade Federal de Santa Maria

DOI:

https://doi.org/10.5216/rpp.v13i3.10946

Palavras-chave:

pessoas amputadas, motivação, teoria da autodeterminação, atividades físicas.

Resumo

O presente estudo objetivou compreender aspectos da motivação de pessoas amputadas. Participaram quatro pessoas amputadas, sendo duas praticantes de atividades físicas e duas não praticantes. Os resultados mostraram que estes apresentaram motivação elevada para a prática de atividades físicas, porém, comportamentos diferenciados. Com auxilio da Teoria da Autodeterminação, compreendeu-se a importância da satisfação das necessidades psicológicas básicas para o desenvolvimento da motivação autodeterminada, essencial para estas pessoas superarem as possíveis barreiras atitudinais e se inserirem e manterem na prática de atividades físicas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Simone Teresinha Meurer

Luciana Erina Palma, Universidade Federal de Santa Maria

Doutora em Educação Física. Profª Universidade Federal de Santa Maria.

http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.jsp?id=P033510

Downloads

Publicado

2010-12-21

Como Citar

MEURER, S. T.; PALMA, L. E. MOTIVAÇÃO PARA A PRÁTICA DE ATIVIDADES FÍSICAS DE PESSOAS AMPUTADAS. Pensar a Prática, Goiânia, v. 13, n. 3, 2010. DOI: 10.5216/rpp.v13i3.10946. Disponível em: https://revistas.ufg.br/fef/article/view/10946. Acesso em: 23 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos Originais