Crianças como agentes políticos: Táticas cotidianas de resistência em meninas chilenas de ambiente socioeconômico médio.

Autores

  • monica peña ochoa Facultad Psicologia Universidad Diego Portales
  • Paulina Chavez Ibarra Facultad Psicologia Universidad Diego Portales.Programa Protagonismo Infanto - Juvenil Facultad de Psicología Universidad Diego Portales, Santiago, Chile.
  • Ana Vergara Del Solar Facultad Psicologia Universidad Diego Portales.

DOI:

https://doi.org/10.5216/sec.v17i2.29135

Palavras-chave:

crianças, agentes políticos, análise crítica do discurso, resistência, subalterno.

Resumo

A partir da pergunta sobre o que é para eles a infância ea idade adulta, um grupo de meninas diz aos pais e cenas do cotidiano com os colegas do sexo masculino que não pretende rejeitar ou transformar a ordem hegemônica segurando tais relações, mas que os coloca em um lugar da alteridade e confronto. Depois de uma breve discussão sobre a possibilidade de ação política das crianças, usamos o conceito de "resistência" à conta, por meio da metodologia de análise crítica do discurso, como as meninas, a partir de seu local de média subordinação relações desiguais, demonstrando a complexidade das práticas que, embora jogado alguns discursos disponíveis a respeito das crianças, também desnaturar lugares socialmente atribuídos aos filhos(as), mostrando que não há provas suficientes para assumir a ação política para resistir, embora sem sucesso, o outro cara para desenhar um rosto.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

monica peña ochoa, Facultad Psicologia Universidad Diego Portales

Paulina Chavez Ibarra, Facultad Psicologia Universidad Diego Portales.Programa Protagonismo Infanto - Juvenil Facultad de Psicología Universidad Diego Portales, Santiago, Chile.

Psicóloga, Dra. (c) Psicología Universidad de Chile.Parte del Programa Protagonismo Infanto - Juvenil Facultad de Psicología Universidad Diego Portales, Santiago, Chile

Ana Vergara Del Solar, Facultad Psicologia Universidad Diego Portales.

Psicóloga, Dra. en Sociología Sheffield University, parte del Programa Protagonismo Infanto - Juvenil Facultad de Psicología Universidad Diego Portales, Santiago, Chile.

Downloads

Publicado

2015-10-26

Como Citar

PEÑA OCHOA, monica; CHAVEZ IBARRA, P.; VERGARA DEL SOLAR, A. Crianças como agentes políticos: Táticas cotidianas de resistência em meninas chilenas de ambiente socioeconômico médio. Sociedade e Cultura, Goiânia, v. 17, n. 2, 2015. DOI: 10.5216/sec.v17i2.29135. Disponível em: https://revistas.ufg.br/fcs/article/view/29135. Acesso em: 8 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos Livres