A TERRITORIALIDADE DO CORPO AFRO-INDÍGENA BRASILEIRO: ALGUMAS CONSIDERAÇÕES

THE TERRITORIALITY OF THE BRAZILIAN AFRO-INDIGENOUS BODY: SOME CONSIDERATIONS

Autores

  • Denise David Caxias Universidade Federal do Paraná

DOI:

https://doi.org/10.5216/bgg.v42.72066

Resumo

Este artigo se propõe a discutir a concepção de corpo-sujeito em Merleau-Ponty como possibilidade para analisar a territorialidade afro-indígena brasileira. Partimos da concepção de que os corpos dos religiosos afro-indígenas brasileiros produzem territorialidades. O corpo assume a característica de um território imediato da religiosidade. A espacialidade religiosa é aqui analisada pela categoria território. O texto abarca um debate teórico conceitual, partindo das percepções de campo da autora em terreiros de Candomblé nos estados do Rio de Janeiro. Consideramos que os corpos controlam, afetam e influenciam o espaço em que ocorre a gira ou xirê através dos gestos e movimentos. Dessa forma, o poder e a dominação do espaço (sua conformação simbólica) são dados pelas práticas culturais e religiosas mediante a ação dos orixás e entidades através incorporação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Denise David Caxias, Universidade Federal do Paraná

Bacharel e licenciada em Geografia pela Universidade Federal Fluminense. Especialista em Linguagens Artísticas, Cultura e Educação pelo Instituto Federal do Rio de Janeiro. Mestra pelo Programa de Pós-graduação em Geografia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro e doutoranda em Geografia pela Universidade Federal do Paraná. Estudo e pesquiso a centralidade das dinâmicas culturais e religiosas na produção do espaço social e com ênfase em Festas Populares na Cidade. Desenvolvo pesquisas que envolvem os temas Sociedade e Natureza, a espacialidade da Religião na vida cotidiana (Catolicismo popular, Candomblé e Assembleia de Deus), Intolerância Religiosa/ Diálogo Inter-Religioso e Metodologias de Ensino em Geografia. Áreas de atuação: Geografia Cultural, Geografia e Religião, Geografia Urbana.

Publicado

2022-12-31

Como Citar

DAVID CAXIAS, D. A TERRITORIALIDADE DO CORPO AFRO-INDÍGENA BRASILEIRO: ALGUMAS CONSIDERAÇÕES: THE TERRITORIALITY OF THE BRAZILIAN AFRO-INDIGENOUS BODY: SOME CONSIDERATIONS. Boletim Goiano de Geografia, Goiânia, v. 42, n. 01, 2022. DOI: 10.5216/bgg.v42.72066. Disponível em: https://revistas.ufg.br/bgg/article/view/72066. Acesso em: 17 jul. 2024.