A NOVA CONDIÇÃO URBANA: SOBRE A VIDA NA CIDADE NA “ERA DO HOMEM ENDIVIDADO”

Autores

  • Cláudio Smalley Soares Pereira Universidade de Pernambuco (UPE)

DOI:

https://doi.org/10.5216/bgg.v40i01.57930

Resumo

Resumo:

O presente artigo analisa o processo de urbanização e de produção do espaço urbano no período contemporâneo. Levantamos a hipótese de que o atual período histórico é marcado por um rápido processo de urbanização, em escala global, que apresenta características particulares. O foco recai sobre a problematização das ligações entre a urbanização, a dinâmica da financeirização e do consumo, com ampliação de uma experiência urbana cada vez mais pobre, seletiva, individualista e segmentada. Em outras palavras, constatamos uma aproximação entre a dinâmica da urbanização e da produção das cidades, de um lado, e a lógica das finanças na produção do homem endividado, de outro, que por sua vez, resulta em experiências urbanas que progressivamente negam a diversidade constitutiva da própria ideia de cidade.

Palavras-chave: cidade, condição urbana, experiência urbana, endividamento

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2020-03-11

Como Citar

SOARES PEREIRA, C. S. A NOVA CONDIÇÃO URBANA: SOBRE A VIDA NA CIDADE NA “ERA DO HOMEM ENDIVIDADO”. Boletim Goiano de Geografia, Goiânia, v. 40, n. 01, p. 1–35, 2020. DOI: 10.5216/bgg.v40i01.57930. Disponível em: https://revistas.ufg.br/bgg/article/view/57930. Acesso em: 26 maio. 2022.