MORFOLOGIA E PROCESSOS FLUVIAIS:O PAPEL DOS DETRITOS LENHOSOS - DOI 10.5216/bgg.v28i2.5722

Autores

  • Andrey Luis Binda UNICENTRO
  • Adalto Gonçalves Lima UNICENTRO

DOI:

https://doi.org/10.5216/bgg.v28i2.5722

Resumo

A vegetação ripária, devido às condições fisiológicas de seus indivíduos, acaba por fornecer uma grande quantidade de material vegetal aos cursos fluviais. Diferentes autores têm proposto a utilização da expressão detritos lenhosos (

wood debris) a todo o material de origem vegetal, ou seja, as folhas, galhos, troncos e raízes, que se encontram caídos dentro ou sobre as margens de canais fluviais. O presente artigo visa demonstrar o papel dos detritos lenhosos sobre a morfologia e processos fluviais, mediante uma avaliação das pesquisas recentes sobre o tema e contextualização a partir de observações feitas em trabalhos de campo realizados no Rio das Pedras e no Rio Guabiroba, município de Guarapuava-PR.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2009-03-12

Como Citar

LUIS BINDA, A.; GONÇALVES LIMA, A. MORFOLOGIA E PROCESSOS FLUVIAIS:O PAPEL DOS DETRITOS LENHOSOS - DOI 10.5216/bgg.v28i2.5722. Boletim Goiano de Geografia, Goiânia, v. 28, n. 2, p. 57–73, 2009. DOI: 10.5216/bgg.v28i2.5722. Disponível em: https://revistas.ufg.br/bgg/article/view/5722. Acesso em: 30 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos