TERRITÓRIO E IDENTIDADE: A CAFEICULTURA COMO FATOR DE CONSTRUÇÃO DO TERRITÓRIO E IDENTIDADE EM CALDAS COLÔMBIA - DOI 10.5216/bgg.v21i2.4736

Autores

  • Diego Narváez Medina Universidade Federal de Goias

DOI:

https://doi.org/10.5216/bgg.v21i2.4736

Resumo

Caldas é um departamento colombiano na cordilheira central dos Andes. Situada em áreas de solos vulcânicos, as condições agroecológicas e características culturais dos habitantes “pisa” transformaram esta regiões no habitat perfeito para o desenvolvimento da agricultura. Três fatores adicionais tiveram papel determinante na construção e conformação do território de Caldas: a colonização antioquenha, a estrutura agrária mais democrática baseada em sistemas de propriedades, composta principalmente por pequenos e médios proprietários e, enfim, a criação da Federação Nacional dos Cafeicultores, instrumento de investimentos social que possibilitou da uma qualidade às condições de vida a Caldas distinta do espaço rural colombiano. A unidade Familiar predominante na região, define as práticas agrícolas e sociais. O camponês controla as forças domesticas de sua explotação, consolida o núcleo familiar e delineia a construção de uma sociedade de relações de produção mais democrática o que contrasta com o restante do país e talvez com outros países latino-americanos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2009-04-09

Como Citar

MEDINA, D. N. TERRITÓRIO E IDENTIDADE: A CAFEICULTURA COMO FATOR DE CONSTRUÇÃO DO TERRITÓRIO E IDENTIDADE EM CALDAS COLÔMBIA - DOI 10.5216/bgg.v21i2.4736. Boletim Goiano de Geografia, Goiânia, v. 21, n. 2, p. 09–24, 2009. DOI: 10.5216/bgg.v21i2.4736. Disponível em: https://revistas.ufg.br/bgg/article/view/4736. Acesso em: 22 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos