ANÁLISE DA OCORRÊNCIA DAS MORBIDADES RESPIRATÓRIAS E SUA RELAÇÃO COM A INCIDÊNCIA DE ÁREAS QUEIMADAS PARA O ESTADO DE GOIÁS - DOI 10.5216/bgg.v34i1.29318

Autores

  • Fernando Moreira de Araújo Universidade Federal de Goiás
  • Fausto Miziara Universidade Federal de Goiás

DOI:

https://doi.org/10.5216/bgg.v34i1.29318

Resumo

As queimadas provocam diversas externalidades negativas ao meio ambiente, tais como a perda da biomassa vegetal natural, o aumento da emissão de material particulado fino para a atmosfera, a elevação da temperatura de superfície e o agravamento das morbidades respiratórias. Sendo assim, o objetivo desta pesquisa é analisar o efeito da incidência das áreas queimadas sobre as internações e os custos do tratamento das morbidades respiratórias registrados pelo Sistema Único de Saúde (SUS) para o estado de Goiás em 2010. As morbidades bronquite e enfisema e asma apresentaram quatro vezes mais internações que as do trato respiratório superior, sendo que, para estas, a média de internações e custos de tratamento foram maiores no período seco (estação das queimadas). As mesorregiões norte, sul e leste foram as mais afetadas pelos efeitos das queimadas, respectivamente. Entretanto, o centro goiano apresentou os menores registros de queimadas em 2010 e os maiores registros de internações e custos de tratamento em relação às demais mesorregiões goianas. Dentre as morbidades respiratórias, a asma é a que apresentou a maior correlação com os registros de áreas queimadas para o período analisado.

Palavras-chave: queimadas, morbidades respiratórias, internações, Goiás.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2014-04-05

Como Citar

MOREIRA DE ARAÚJO, F.; MIZIARA, F. ANÁLISE DA OCORRÊNCIA DAS MORBIDADES RESPIRATÓRIAS E SUA RELAÇÃO COM A INCIDÊNCIA DE ÁREAS QUEIMADAS PARA O ESTADO DE GOIÁS - DOI 10.5216/bgg.v34i1.29318. Boletim Goiano de Geografia, Goiânia, v. 34, n. 1, p. 111–131, 2014. DOI: 10.5216/bgg.v34i1.29318. Disponível em: https://revistas.ufg.br/bgg/article/view/29318. Acesso em: 18 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos