Aspiração por mobilidade residencial em grandes aglomerações: entre a mobilidade residencial e a mobilidade social

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/ag.v17i3.75926

Resumo

A presente proposta vislumbra elementos da mobilidade residencial analisadas a partir da ideia de aspiração e desejo de migrar. Entendendo que a aspiração pela migração é uma metodologia de compreensão dos processos de mobilidade pré-evento integradas aos fatores políticos, econômicos, culturais e sociais que, sob a diversidade das relações entre migrante, migração, decisão do projeto migratório e ação deste projeto existe uma complexidade cujas teorias muitas vezes não abarcam. Nossa base de análise está em pesquisa de campo na Região Metropolitana da Grande Vitória (RMGV), cujo objetivo é compreender as relações entre família, domicílio e mobilidade residencial nas regiões metropolitanas do Brasil. Os resultados aqui analisados apontam que as aspirações por mobilidade residencial poderiam ser interpretadas como aspiração por mobilidade social, o que expõe a relevância da mobilidade como estratégia de reprodução social nas grandes aglomerações urbanas.

Palavras-chave: Aspiração; Migração; Mobilidade residencial; Região metropolitana.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ednelson Mariano Dota, Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, Espírito Santo, Brasil, ednelsondota@gmail.com

Departamento de Geografia

Programa de Pós-graduação em Geografia

Universidade Federal do Espírito Santo

Publicado

2023-12-20

Como Citar

MARIANO DOTA, E.; DO MAR MARQUES MARTINS, I. Aspiração por mobilidade residencial em grandes aglomerações: entre a mobilidade residencial e a mobilidade social. Ateliê Geográfico, Goiânia, v. 17, n. 3, p. 65–81, 2023. DOI: 10.5216/ag.v17i3.75926. Disponível em: https://revistas.ufg.br/atelie/article/view/75926. Acesso em: 25 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos