Proposição de um Índice de Desigualdade no Acesso ao Saneamento para a Região Metropolitana de São Paulo

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/ag.v17i2.73626

Resumo

O saneamento e a desigualdade são temas transversais que possibilitam associá-los a diversas demandas sociais. Nesse sentido, o estudo tem por objetivo a elaboração de um Índice de Desigualdade no Acesso ao Saneamento a partir de um conjunto de variáveis. A escolha da Região Metropolitana de São Paulo deve-se aos seus expressivos arranjos econômicos que tornam a região polo de riqueza nacional, além do seu contingente populacional. A coleta de dados foi realizada na plataforma do Painel do Saneamento Brasil para o ano de 2020. Optou-se nesse estudo pela aplicação da técnica multivariada de Análise Fatorial por Componentes Principais por meio do Software SPSS. A utilização da técnica possibilitou verificar o nível de associação das variáveis selecionadas com seus respectivos fatores, bem como a posterior elaboração de um Índice de Desigualdade no Acesso ao Saneamento para os municípios da Região Metropolitana de São Paulo. Os resultados sugerem que o município de São Paulo lidera com o maior nível de desigualdade no acesso ao saneamento. A pesquisa realizada pode potencializar o desenvolvimento de políticas públicas para fortalecer a proteção dos direitos das pessoas, especialmente os direitos dos grupos mais vulneráveis.

Palavras-chave: Saneamento. Desigualdade. Região Metropolitana de São Paulo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2023-08-20

Como Citar

GUEDES, W. P.; LOMBARDO FERREIRA, D. H.; SUGAHARA, C. R. Proposição de um Índice de Desigualdade no Acesso ao Saneamento para a Região Metropolitana de São Paulo. Ateliê Geográfico, Goiânia, v. 17, n. 2, p. 159–179, 2023. DOI: 10.5216/ag.v17i2.73626. Disponível em: https://revistas.ufg.br/atelie/article/view/73626. Acesso em: 21 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigos