Agronegócio e urbanização no Triângulo Mineiro: As “cidades da cana” e as especificidades do urbano sob o efeito do setor sucroenergético

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/ag.v16i1.72157

Resumo

O estudo avalia aspectos territoriais da atividade sucroenergética (produção de cana de açúcar e derivados) em pequenos núcleos urbanos do Triângulo Mineiro (Minas Gerais), sedes de municípios que conhecem significativa expansão dos plantios e da produção agroindustrial neste início de século. Estes espaços, a que estamos denominando como “cidades da cana”, tornam-se economicamente dependentes do setor sucroenergético e a falta de alternativas de trabalho cria um cotidiano restrito para a população, ainda que o poder público aposte na atividade como indutora de desenvolvimento.  

Palavras-chave: Cana-de-açúcar. Urbanização. Pequenas cidades. Triângulo Mineiro (Minas Gerais, Brasil)

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2022-04-20

Como Citar

FACHINI VICENTE PEREIRA, M. Agronegócio e urbanização no Triângulo Mineiro: As “cidades da cana” e as especificidades do urbano sob o efeito do setor sucroenergético. Ateliê Geográfico, Goiânia, v. 16, n. 1, p. 185 –, 2022. DOI: 10.5216/ag.v16i1.72157. Disponível em: https://revistas.ufg.br/atelie/article/view/72157. Acesso em: 27 nov. 2022.

Edição

Seção

Artigos