Particularidades regionais da difusão e atendimento do paciente com covid-19 na rede urbana da cidade de São Luís, Maranhão, Brasil

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/ag.v15i1.65495

Resumo

O presente trabalho tem por objetivo discutir a dinâmica de difusão da covid-19 a partir da mobilidade de pacientes na rede urbana da cidade de São Luís, no estado do Maranhão. O período analisado compreende os 100 primeiros dias de pandemia, tendo a rede urbana de São Luís como recorte espacial. São considerados dados da espacialização de UTIs, leitos hospitalares e respiradores/ventiladores mecânicos no estado, bem como informações sobre a evolução viral nesse período. As principais fontes de dados são o Datasus e a Secretaria de Estado da Saúde do Maranhão. As particularidades estudadas sugerem que a concentração de equipamentos médico-hospitalares em poucas cidades maranhenses, em especial São Luís, configura-se como expressivo gargalo no enfrentamento da pandemia de Sars-CoV-2, na medida em que desencadeia mobilidades de pessoas dos centros com menor oferta de serviços de saúde para aqueles com maior oferta, resultando em amplas áreas de contágio. Assim, a difusão da doença dá-se de forma hierarquizada na rede urbana da cidade, o que nem sempre fica claro nos dados apresentados pelos boletins epidemiológicos.

Palavras-chave: Covid-19. Rede urbana. São Luís. Maranhão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2021-04-20

Como Citar

OLIVEIRA, A. B.; FERREIRA LOPES GONÇALVES, L.; ARMANDO DE SOUSA PAZ, D. Particularidades regionais da difusão e atendimento do paciente com covid-19 na rede urbana da cidade de São Luís, Maranhão, Brasil. Ateliê Geográfico, Goiânia, v. 15, n. 1, p. 170–193, 2021. DOI: 10.5216/ag.v15i1.65495. Disponível em: https://revistas.ufg.br/atelie/article/view/65495. Acesso em: 23 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos